Arquivo da categoria: Mensagens Guardiãs/ Guardiões da Vida, da Lei e da Justiça Divina

O Merecimento é para todos: A Ação para União ainda é objetivo de poucos

A união não depende de merecimento, mas sim de um propósito em comum.

Muitos confundem a relação entre ser merecedor e unir-se a um objetivo em comum. Para uns, o merecimento é julgado a partir de um único ponto de vista: o olhar proveniente das distorções do ego. A “mente do ego” diz: fulano não é merecedor disto ou daquilo porque (…), por isso, não merece isto ou aquilo. Já, se refletíssemos com a “mente da alma”, sintonizada a um sentimento de comunhão – que habita no coração de todo ser humano que visa o benefício de todos – diríamos: não se trata de fulano ser merecedor por causa disso ou daquilo, se trata de unirmos esforços, onde o propósito da alma nos leva a seguir uma mesma direção.

Neste caminho, podem haver aqueles que não se sentem ou não se acham merecedores, quando na verdade, se optaram por trilharem-no juntos e em prol de algo que envolva o bem comum e o amor universal, todos são merecedores em sua essência.

Não julguemos, portanto, aqueles que achamos serem ou não merecedores de coisas, de pessoas, de caminhos. Tenhamos nosso olhar voltado para o propósito maior, trazendo a visão da águia – aquela que vê o todo e não apenas uma parte – permitindo que todos possam expressar o que são em essência divina, abrindo suas asas e voando em direção ao mesmo ninho de paz que buscamos em algum momento de nossa jornada evolutiva, caminho este que só pode ser seguido com um coração aberto, aquele que permite-se amar sem julgamentos e ideias pré-concebidas.

Se alguém tem coragem suficiente para julgar o outro perante ter ou não merecimento, na mesma proporção há covardia suficiente perante o julgamento de si, sem perceber que na medida que é “o inquisidor” do merecimento alheio, também é o inquisidor do seu próprio ato de merecer. Esse comportamento impede a energia do merecimento de fluir para dentro da nossa vida com verdade, prosperidade e leveza, tornando-se um caminho “pesado”, com limitações e pré-conceitos desnecessários, ao invés de permitir a união de objetivos e propósitos.

Tamanha é a perda de tempo e energia “dos inquisidores” que mal percebem que, por não se sentirem merecedores por qualquer que seja a razão, se sentem no direito de determinar o destino daqueles que, por sua vez, também não devem ser. Com isso, muitas portas se fecham e os raios do sol da sabedoria deixam de ser sentidos, deixam de entrar na casa do coração para trazer clareza à mente e harmonizar as emoções com consciência e compreensão, cegando pela ignorância, pelo egoísmo e pela prepotência.

Quando determinamos o que é “melhor” para o outro, perdemos a oportunidade de enxergar e perceber o que ocorre de “pior” dentro de nós, ao nosso redor. E quando a hora da verdade chega, quando o silêncio daqueles que distanciaram-se consequentemente acontece, já é tarde para remediarmos as ações e as intenções que, por terem sido determinantes e inflexíveis, criaram apenas sementes de dor e sofrimento na terra dos que deveríamos destinar o nosso mais sincero amor. Serão essas sementes que no silêncio, dia após dia, serão colhidas, porque a colheita inevitavelmente vem para todos.

O único consolo nesta situação – se é que poderá ser sentido por aqueles que ditam o que é melhor – é que a Vida, na sua infinita amorosidade e beleza, sempre nos traz uma oportunidade de mudança, de novas escolhas, de recomeços e reconciliações conosco, podendo resultar assim no plantio de novas sementes. Então, quais são as sementes que você tem plantado até agora em seu caminho?

Que a visão da águia, que nos ensina a ver a globalidade, o todo, que nos leva para fora do olho do furacão, possa tornar-se a sua visão. Que o seu canto possa despertar o canto original da sua alma! Que a união dos nossos cantos e sons sagrados nos levem, unidos pelo coração, a nos encontrarmos e construirmos um lugar de paz onde todos possamos existir e Ser aquilo que viemos cumprir em nome do Amor!

Esta forma de união pode determinar a maneira como vemos e nos sentimos merecedores, transformando-nos positivamente. Ouça o seu coração, a sua intuição, e se sentir um chamado que convida a unificar, unir-se ou construir união por um bem-comum – sem extremismos, julgamentos, preconceitos – e visando o Bem de todos os envolvidos, siga-o, atenda o chamado. Ele pode estar sendo um sinal do universo diante do que sua alma veio criar, expressar e concretizar. E lembre-se: os algozes de ontem são os inquisidores de hoje, disfarçados de “bons moços” em pele de cordeiro.

Mensagem recebida em canalização – Por Yehuá© & Cigana Valentina: A Dama de Copas

 

O Processo de Iluminação: A Verdade Essencial que Liberta. Abrindo as Asas!

“Aquele que traz a verdade no coração, tem o poder de abrir portas onde a verdade reside, libertando a si, libertando consciências, liberando almas que foram escravas sem consentimento – portas além do tempo e do espaço. Mas, nem todos os que estiverem diante de uma porta da verdade terão a coragem ou a capacidade de abri-la.

Aquele que através dessa verdade conseguiu iluminar suas sombras, olhar, sentir e passar pelas suas dores, sofrimentos, bloqueios e traumas, terá a capacidade de libertar-se de tudo o que o aprisiona; abrirá suas asas!

A verdade essencial provinda do coração através do amor é a energia que flui para que as asas sejam abertas. Entretanto, para que estejam plenas e sintonizadas ao propósito divino e à consciência superior, às intenções mais elevadas, é preciso liberar os canais de expressão onde esta verdade essencial encontrará espaço para fluir em movimento – entre o espaço do coração e o espaço de criação da alma.

Quando esta verdade da essência pode transitar livremente, fluidicamente por todos os centros elevados do nosso ser, alcançamos a iluminação de todos os canais e Espaços de Criação e Expressão.

O processo de iluminação não consiste em seguir cartilhas ou fórmulas prontas; pode levar uma vida inteira ou vidas para ser atingido. O foco não é no processo, mas sim nas etapas que nossa consciência desperta nos traz ao longo do caminho, que quando bem definidas, compreendidas e cumpridas com esmero, dedicação, disciplina, coragem, confiança, fé e entrega – ações estas que também são exercício para o aprendizado – nos permite compreender que cada elemento é responsável por agregar valor maior ao Todo deste processo.

As etapas só podem ser cumpridas ao vivenciarmos o aqui e agora com presença, consciência, verdade e amor, a fim de estarmos num constante fluxo e estado de receber o maná da Vida.

Com este fluxo de Vida, este maná infinito, esta energia cósmica do universo fluindo dentro de nós, somos uno com o Todo e nos tornamos uma parte plena dele.

À medida que seguimos evoluindo, vencendo etapa por etapa que se apresenta como aprendizado e crescimento para nós, passamos a levar cada vez mais verdade para onde residem nossos espaços ainda sombrios, iluminando-os para que também possam ser evoluídos e integrados a nós.

E quanto mais sutilizamos e despertamos a consciência, unindo e integrando todas as partes de nós mesmos, chegará o momento em que não haverão mais sombras, porque no seu lugar só existirá Luz e Verdade.

Este é o ponto do caminho em que a iluminação acontece: a consciência iluminada se une e é integrada à cada etapa, à cada espaço de criacão e expressão do nosso ser para co-criar o propósito divino no plano da matéria.

Com os Espaços de Criação e Expressão preenchidos desta verdade essencial que ilumina, que de forma amorosa nos mantém num estado de gratidão e amor pela Vida, recebendo e estando plenamente dentro deste fluxo onde reside o maná do universo, esta energia cósmica e abundante, temos um céu de infinitas possibilidades, um arco-íris de múltiplas cores onde assumimos, de fato, nosso papel como representantes fidedignos dos desígnios da alma no planeta.”

Mensagem recebida em canalização: ©Yehuá & Um Guardião da Lei Divina

Há um furo no seu balde? Deixe o Amor Transbordar!

“Me atreveria a dizer que alguns de vocês são como um balde com um furo.

Não é que não tenham um forte fluxo de energia

ou que a água esteja deixando de cair dentro do balde;

mas se houver um furo no fundo do balde, ele nunca poderá ficar cheio.

Se estiverem perdendo energia por estarem amando,

nunca poderão sentir-se realizados!

O balde furado pode ser criado por qualquer coisa não resolvida do passado

que os impede de viver inteiramente no agora.

Curem a mente e o balde se encherá;

vocês curarão a si mesmos e poderão ficar realizados,

pois todo o seu ser será recarregado com energia

para atender às suas necessidades

e viver com um fluxo ininterrupto de Graça Divina.

Então, descobrirão que em vez de dar amor

a partir do esgotamento de si próprio –

como muitos agora experimentam,

poderão fazê-lo por meio do ‘transbordamento’.

DEIXE O AMOR TRANSBORDAR!”

Trecho do livro: Deus nunca chega atrasado, nem cedo demais – Touro Branco

Canalização: Ian Graham

Libere, respire, liberte-se do que não é seu. Entregue-se ao fluxo da Vida e permita-se receber!

“Não preocupa-te com a preocupação alheia.

Ocupa-te com os compromissos e o propósito da tua alma.

Permaneça seguindo o fluxo, a fluidez do curso do rio

que sempre corre em direção ao mar.

Siga o fluxo do rio da Vida

e deixe o que é de responsabilidade do outro para o outro.

Deixe as folhas secas que pairam na curva do rio,

porque ali precisam ficar o tempo que lhes for necessário.

Siga o teu norte, siga em direção ao mar das experiências da Vida

que ainda te aguardam.

As folhas secas da curva do rio poderão seguir ou não o teu norte,

cedo ou tarde, até que encontrem o seu próprio norte.

E quando o encontrarem, passando a curva do rio,

poderão escolher seguir a partir deste norte,

te apoiando no caminho e sendo apoiados por ti.

Siga o teu norte a partir do teu fluxo, do teu ritmo,

permitindo que outros sigam o seu próprio ritmo

e lidem, por si sós, com as suas responsabilidades.

Libere do seu campo vibracional e criacional de existência

todas as expectativas, próprias ou alheias.

Libere as cobranças diante de desejos não realizados

ou responsabilidades designadas que já não fazem parte do teu propósito.

Essas intenções distorcidas do pensamento criam forma:

formas-pensamento que interferem no tempo e no espaço mental do teu ser.

Impedem o fluxo fluídico e natural das tuas águas emocionais

de fluírem no ritmo harmônico dos pulsos de amor do teu coração.

Libere, respire, liberte-se do que não é seu

e permaneça no estado de graça: permita-se apenas receber!

Entregue-se novamente ao fluxo da Vida

que sempre te aguarda celebrativa, pacífica, fluídica e expansiva,

e recebe de mim, uma Guardiã de toda a Vida, a energia sagrada da Geração,

para gerar ao teu redor a Vida que tua alma aguarda!”

(Mensagem recebida em canalização por Yemanjá:

Consciência Materna, Sacerdotisa Guardiã da Vida, Rainha dos Oceanos) 

 

Libere as rotas do passado: permita espaço criativo para as rotas de progresso do agora!

“Todas as rotas do passado que envolveram pessoas e lugares onde houveram decepções, frustrações ou desapontamentos – não pelas expectativas não atendidas, mas pela falta de comprometimento, responsabilidade e dedicação de outros em prol de um bem coletivo – levam apenas a ruas sem saída: “caminhos de tristeza” que podem nublar a realidade do agora e confundir as rotas de alegria, progresso e felicidade.

Evite, portanto, pessoas, lugares e rotas que, porventura, ainda relembrem os registros ou os “caminhos de tristeza”, para que a sua verdadeira rota não seja nublada por mentes e consciências que ainda se encontram neles, seja por escolha, por compromisso, por culpa, por desejar se manter em uma zona de conforto ou por outro motivo que não dependerá de você para ser resolvido.

O foco no objetivo principal da jornada: o topo da montanha, representado pelo propósito de todo alpinista da Vida e de si, é dar um passo de cada vez para poder ver com mais clareza os próximos movimentos. Qualquer distração pode acarretar num movimento sem firmeza necessária, que exigirá trabalho dobrado para retomar a escalada.

Atente para tudo o que ocorre e se desenvolve ao seu redor. Se os núcleos, universos e mundos à parte não convidarem para uma confluência natural e sintônica à sua frequência e suas verdades essenciais – baseadas na vibração do sentir, do pensar, do Ser e expressar verdadeiramente o Amor – simplesmente afaste-se.

E neste afastamento, também natural e progressivo, envolvendo a harmonia e a gratidão por todos que passaram em seu caminho, por todos os aprendizados vividos, experienciados, partilhados e multiplicados, um novo núcleo, uma nova esfera começa a surgir no tempo e no espaço, que alinhar-se-á e trará um novo movimento, provindo de conexões com novas pessoas, lugares, núcleos, projetos, rotas e mundos que, ao mesmo tempo, já estão interconectados e coexistindo por meio de um propósito em comum: o topo da montanha de si mesmo.

Ao chegar no topo, será possível vislumbrar todos os que ali se encontram e, assim, criar pontes, trocas e relações saudáveis e nutritivas que somente aqueles que, com alma e ímpeto de alpinistas, tiveram a coragem, a persistência, a dedicação e o comprometimento de continuar, independente dos percalços e desafios.

Mantenha o foco, a confiança, a fé e a força nos próximos passos. Em respeito, sintonia e afinidade a consciência da montanha guiará você até o topo do seu próprio despertar!”

Mensagem recebida em canalização: Dama Helena – Uma Guardiã da Vida, da Lei e da Justiça Divina

Leia mais mensagens de Dama Helena aqui: Momento de Vigília: Ação no Recolhimento

 

Mulheres e Lobas: a linguagem universal que as une

india_lobo_olhar

“As lobas uivam entre si

e se comunicam através de uma linguagem

formada por sons e símbolos,

criando mensagens próprias

incompreensíveis aos homens.

Assim também são as mulheres:

comunicam-se e alinham-se

por meio dos seus úteros: cálices sagrados,

e dos seus ovários: antenas cósmicas,

alinhando seus fluxos, seus ciclos rubros

quando em convívio natural e harmônico.

Formam uma ciranda de alegria,

um círculo de Criação sagrado,

permeado e nutrido por um jardim fértil

repleto de novas sementes,

flores, perfumes e sabedoria.

Toda mulher tem uma loba interior

que uiva, conclama, convida a celebrar a Vida

e a confrontar uma grande mudança.

Ouça sua loba interior!

Ouça a linguagem universal que vibra

no núcleo das suas células

e que contém as verdades essenciais da sua alma.

Ouça o chamado da loba: ela conhece todos os caminhos.

Ela virá mostrá-la outras trilhas

para que você consiga alcançar

seus objetivos mais ousados,

aqueles que exigirão coragem, confiança e ação!

Receba o chamado: os olhos dela serão os seus.”

(Mensagem recebida em canalização – Cabocla das Matas Jandaiara)

%d blogueiros gostam disto: