Artigos, Saúde Ambiental e Feng Shui, Terapias Integrativas

Poluição Eletromagnética: Dicas para manter a sua geometria interior em ordem

Em meio à “nuvem de poluição eletromagnética” na qual estamos expostos – celulares, tablets, computadores, TV’s, antenas – trago este artigo para auxiliar aqueles que buscam formas alternativas de manter a saúde em dia, aliviando também sintomas decorrentes dessa exposição, cujos mais relatados em pesquisas são: dores de cabeça, problemas cardíacos, insônia, irritabilidade, síndrome da fadiga crônica ou cansaço generalizado, infertilidade – disrupção endócrina – e eletrossensibilidade às ondas eletromagnéticas nesse contexto.

É comum lembrarmos da necessidade de balanceamento e geometria do nosso carro, mas muitas vezes esquecemos que o corpo, a mente, o emocional e o espiritual também precisam de atenção para manterem o equilíbrio da nossa geometria interior. As dicas que compartilho mais adiante são parte da minha experiência pessoal e também profissional, trabalhando com a pesquisa constante e a reorganização da saúde ambiental de residências e estabelecimentos comerciais, uma ferramenta de extensão do meu trabalho terapêutico.

Através da aplicação delas, adaptadas à realidade de cada pessoa e ambiente, é possível restaurarmos a geometria harmônica que o nosso corpo já possui, assim como a da nossa casa ou espaço de trabalho. Com esse campo geométrico e eletromagnético ordenado, equilibramos também a nossa saúde geral, incluindo o mental, o emocional e os corpos mais sutis.

Antes de elencar algumas sugestões, a primeira dica que dou é: volte para o natural, o essencial, o analógico, “o antigo”, relembrando e retomando práticas que nossos ancestrais utilizavam muito antes do nascimento das tecnologias atuais. Isso não significa abrir mão delas, já que fazem parte da nossa rotina diária, mas sim aprender a não depender, a driblar a poluição eletromagnética dentro e fora de nós, evitando uma exposição prolongada. Se ainda assim for necessário, é importante conhecermos os limites do nosso corpo, observar e reconhecer o nosso centro de equilíbrio energético – quando estamos nele e quando desalinhamos – e voltar para ele sempre que preciso, restabelecendo uma ordem natural.

PESQUISAS E COMPROVAÇÕES

Nunca se falou tanto sobre a importância do contato com a natureza, uma prática simples mas em falta para muitas pessoas que vivem uma rotina assoberbada e cheia de compromissos. Será que vamos precisar rotular esta prática para lembrarmos que ela existe? Assim como se rotulam os produtos que consumimos? Já se fala hoje em “banho de floresta” ou “banho de natureza” como uma ferramenta essencial para mantermos a sanidade e o equilíbrio da saúde geral. Apenas contemplá-la ou até mesmo assistir um vídeo com imagens de natureza, já é um passo para acalmar o sistema nervoso depois de um dia corrido.

Uma pesquisa liderada pela Universidade de Exeter, na Inglaterra, descobriu que pessoas que passam pelo menos 2 horas por semana na natureza são significativamente mais propensas a terem boa saúde, além de maior bem estar psicológico do que aquelas que não o fazem. A maioria das visitas na natureza, constantes na pesquisa, ocorreram no raio de três quilômetros das residências. Por essa razão, visitar espaços verdes urbanos locais já é considerada uma boa solução.

É sabido também que pessoas que moram em bairros mais verdes e desfrutam da natureza do entorno sofrem menos de depressão e estresse, assim como pacientes que tem contato mais próximo com a natureza se recuperam mais rapidamente. “Há muitas razões para que o tempo na natureza seja bom para a saúde e bem-estar. As descobertas atuais oferecem um valioso apoio aos profissionais de saúde, ao fazerem recomendações sobre o tempo gasto na natureza para promover a saúde básica e o bem-estar, semelhante às diretrizes dadas para exercícios físicos semanais”, defende o co-autor da referida pesquisa, Terry Hartig, da Universidade de Uppsala, na Suécia.

Outra pesquisa, fundamentada pelo Dr. Dominique Belpomme, presidente da “Association for Research on Treatment Against Cancer” (ARTAC), também fundador do “The European Cancer and Environment Researh Institute” (ECERI), afirmou que a eletrossensibilidade é um estado de pré-AlzheimerSegundo este prestigiado professor de oncologia na Universidade Paris-Descartes (Paris V), 80 a 90% dos casos de câncer estão relacionados com o ambiente em que vivemos. Estilo de vida e fatores de ordem ambiental como a poluição química e eletromagnética, portanto, são causadores já reconhecidos pela OMS – Organização Mundial da Saúde.

Como Dominique Belpomme refere alguns dos maiores cientistas mundiais independentes, todos concordam que existe uma relação causal entre a propagação das tecnologias sem fio e o aparecimento de certos tipos de câncer, bem como o aumento do risco de Alzheimer em pessoas eletrossensíveis.

Segundo a pesquisa, o primeiro incremento da doença de alzheimer (nos EUA) corresponde ao período de 1920-1980: associado à introdução de aparelhos/equipamentos como o rádio, o radar, a televisão, o computador e outros aparelhos eletrônicos. O segundo incremento está associado ao período que vai de 1980 até aos nossos dias, o qual corresponde à introdução na sociedade dos celulares, do wi-fi, do wimax, do bluetooth, dos tablets, dos computadores portáteis com ligações sem fios, dos ipads, entre outros.

Através desses dados, reconhece-se que ainda é necessária mais investigação e educação das sociedades sobre os riscos associados à contaminação eletromagnética, para uma utilização regrada e mais consciente deste tipo de tecnologia. Relativo a bebês e crianças, assim como mulheres grávidas, a preocupação é maior e a exposição deve ser mínima, tendo em vista outras pesquisas comprovando o aumento das taxas de abortos espontâneos.

Contudo, mesmo diante de um cenário que parece desesperançoso, ainda temos uma luz no fim do túnel. E essa luz nos chama novamente para o simples, o natural, o orgânico, o essencial e o ancestral. Ouçamos, então, este chamado interior provindo das nossas raízes.

SUGESTÕES E SOLUÇÕES PARA VOCÊ E SUA CASA

O restabelecimento dessa ordem natural significa lembramos de voltar à conexão com a fonte original de energia vital. Alguns desses movimentos precisam apenas que os coloquemos na lista de nossas prioridades. Algumas delas:

  • Tomar sol, sempre que possível. Ele é um restaurador, reordenador e energizador natural;
  • Estar em contato direto com a natureza: colocar os pés na terra e na grama, sentar próximo e/ou abraçar árvores, ouvir o canto dos pássaros, cuidar de um jardim, contemplar o nascer ou o pôr-do-sol;
  • Fazer caminhadas em parques ou espaço verdes que possibilitem uma boa oxigenação e um certo silêncio;
  • Tocar um instrumento musical que não seja digital – um violão, uma flauta, um piano ou um tambor, por exemplo;
  • Cantar de vez em quando, mesmo que no chuveiro: uma forma de exercitar o seu som original;
  • Dançar de vez em quando, mesmo que sozinho: uma forma de destravar energias estagnadas e trazer alegria;
  • Praticar meditação, mesmo que alguns minutos diariamente, ao acordar e ao dormir ou reservando um horário só para esse fim;
  • Exercitar a contemplação da natureza: uma forma antiga de meditação, hoje uma forma de mindfullness;  

  • Praticar atividades relaxantes e reorganizadoras do Chi vital [responsáveis por colocar para fora o Chi antigo e trazer para dentro o Chi novo]  como tai chi chuan, hatha yoga, qi-kung, práticas de respiração, massagens terapêuticas.
  • Ter todos os dias um tempo para si, com o intuito de parar a agitação interior causada pela agitação exterior, uma forma de manter a mente, o emocional e o sistema nervoso em ordem, evitando o estresse ou uma crise de burnout.
  • Ler um bom livro [físico], onde você possa marcar e anotar o que acha interessante; fazer trocas de bons livros com os amigos;
  • Encontrar e conversar com pessoas que você goste e que te fazem bem [os diálogos presenciais e essenciais estão mais restritos em função da hiperconectividade, as mídias sociais, chat’s, whatt’s, e muitas pessoas estão se sentindo cada vez mais solitárias];
  • Se você funciona melhor com rotinas ritualísticas, crie um momento na semana para montar seu espaço privado, para estar em contato consigo, seja para meditar, ler, silenciar um pouco, seja para praticar um exercício físico, de onde você sai renovado;
  • Procurar nutrir-se com alimentos orgânicos e mais naturais, chás de ervas in natura, sucos verdes, energizantes e desintoxicantes. Eles são poderosos aliados na reorganização do campo eletromagnético e da saúde integral; Leia mais em: Sucos Naturais, Desintoxicantes e Energéticos: Nutrindo corpo, mente e alma 

  • Evitar ao máximo o uso de medicações alopáticas, produtos químicos e alimentos industrializados/ transgênicos [GMO’s];
  • Preferir tratar os desequilíbrios de saúde com medicamentos naturais, homeopáticos, florais, fitoterápicos, oligoelementos;
  • Usar a alquimia que a natureza nos dá de graça: ervas, plantas, flores, raízes, especiarias, cascas, argilas, óleos essenciais, entre outros. Prepare com elas um bom banho de ervas ou um escalda-pés antes de dormir. Isso vai ajudar muito a retirar o cansaço do corpo e trazer uma energia renovadora para o dia seguinte. Leia mais em: Banhos Energéticos: Reorganizando a geometria sagrada do seu ser | Escalda-pés: Uma prática milenar, terapêutica e restairadora
  • Ter cristais, orgonites, luminárias de pedras de sal rosa [sal do Himalaia] nos principais cômodos e muitas plantas* espalhados pela casa. Eles possuem uma geometria perfeita e em sintonia à geometria sagrada da natureza, auxiliando a levar esta ordem para você, para dentro da sua residência ou local de trabalho;
  • * Sobre as plantas: Cada gênero de planta é sensível a determinado tipo de substância, limpando diferentes componentes químicos do ambiente. Por isso, é aconselhável que haja alguma diversidade delas em casa, de forma a eliminar uma maior quantidade de toxinas presentes no ar. Algumas espécies que você pode optar são: Espada-de-São-Jorge [Nº 3 – também chamada de Língua de Sogra ou Língua de Trigre [à noite libera oxigênio e absorve dióxido de carbono que eliminamos enquanto dormimos]; Planta-das-Fitas ou Planta Aranha [Nº 5 – capaz de eliminar substâncias como monóxido de carbono, ideal para quem mora próximo de avenidas]; Ráfia ou Palmeira-Dama [aniquila químicos como o amoníaco] e Espatifilo ou Lírio da Paz [Nº 1 – responsável por eliminar substâncias como acetona e benzeno]. O ideal é colocar uma planta em cada 10m2, especialmente nas zonas onde se passa mais tempo como a sala de estar, quarto e cozinha. Convém também colocar plantas perto de lareiras ou de fogões à gás, uma vez que são zonas de constante liberação de toxinas.

  • Colocar um filtro com refil de carvão vegetal ativado no seu chuveiro. Existem modelos no mercado capazes de reter de 75% a 95% do cloro, resíduos e outras substâncias químicas que hoje, principalmente nas cidades grandes, vem acompanhadas de elementos químicos que a pele absorve e que inalamos pelo vapor d’água durante o banho;
  • Utilizar água filtrada, ionizada ou do filtro de barro para cozinhar. Para o filtro de barro, o ideal é substituir o refil de argila por um de carvão vegetal ativado, para que assim o cloro possa ser filtrado também;
  • Ingerir água mineral com Ph acima de 7.0 [o Ph do sangue fica em torno de 7.3 a 7.4], com baixa quantidade de sódio, para manter o corpo e o sangue mais alcalino e, assim, menos propenso a doenças, infecções, inflamações e desequilíbrios de saúde. Se você quiser energiza-la, outra forma é solarizá-la, deixando-a no sol com uma tampa semi-aberta por 30 min a 1 hora. Leia mais em: Água Mineral Ionizada: Saúde para toda a vida 
  • Preferir as lâmpadas amarelas, quentes e alógenas, que assemelham-se à luz solar e trazem para dentro do ambiente um clima de aconchego e mais calor humano. Além disso, não emitem as radiações nocivas das lâmpadas brancas de baixo consumo. Sua toxicidade comprovada é devido à presença de mercúrio na composição.

Depois de todas essas dicas, se você tem interesse em aprofundar as técnicas e métodos dessa geometria natural para você, sua casa ou espaço de trabalho, entre em contato com meu serviço de consultoria terapêutica e integrada. Que essas sugestões possam auxiliar você, sua família e conhecidos a ter mais clareza, bem estar, saúde e vitalidade no seu dia-a-dia. Namaste! ❤

Luciane Strähuber – Consultora e Educadora da Terapêutica Integrada

Fonte complementar: Habitat Saudável | Pesquisa realizada nos EUA – Artigo oficial em: http://electromagnetichealth.org/ Pesquisa realizada na Inglaterra: artigo oficial em https://www.nature.com/srep/ 

Quer saber mais sobre dicas de harmonização para sua casa? Agende uma orientação através de uma Consultoria em Saúde Ambiental e Feng Shui. Conheça a Onoratas Consultoria Integrada e nossos Serviços Online.

Deixe um comentário com amor!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.