Artigos, Terapias Integrativas

Compromisso e Liberdade: Em Direção ao Equilíbrio

Esse assunto traz uma grande pertinência, inicialmente porque pode parecer controverso estabelecer um equilíbrio nesse relacionamento entre compromisso e liberdade. Da mesma forma, um olhar mais amplo sobre essa relação é necessário para compreendermos os porquês de sermos influenciados por ciclos maiores, pelos movimentos planetários e galácticos, através dos quais também somos parte. Esses ciclos maiores regem e interagem com os nossos ciclos menores, assim como células de um corpo ou engrenagens que se complementam para formar uma estrutura maior.

O objetivo de trazer essa reflexão vem ao encontro de todos estarmos sob a influência do ciclo de Saturno, planeta que leva em torno de 28 a 30 anos para se deslocar através de todo zodíaco e que, portanto, está regendo um ciclo maior sobre a Terra desde 2017. Fazendo parte deste cenário, temos Saturno neste ano de 2019 em um signo de terra, Capricórnio. Neste signo, Saturno está em casa porque é o seu regente. Portanto, temos uma força, um impulso e compromisso duplicados sobre nós no que se refere à “aterramento”, ao enraizamento, às responsabilidades e compromissos que nos propusemos para alcançar realizações materiais e espirituais em nossas vidas.

Dentro da astrologia, Saturno lida com o amadurecimento do indivíduo e seu respeito e adequação à estrutura social vigente, suas regras e valores internos junto a consolidação da realidade. Trata ainda do superego, da “sombra” jungiana que acompanha o ser humano, a luta que travamos contra nossos medos, crenças e limitações para evoluirmos. Além de mostrar nossos receios, revela também o sentimento de culpa que podemos carregar. Ele traz a força que consegue separar o joio do trigo e “dá conforme a obra”. Para isso, precisamos trabalhar muito antes de tentar impressioná-lo, mas também quando o fazemos seguindo o fluxo da entrega, da disciplina e da paciência, nossas realizações serão tão firmes e fortes quanto um carvalho, recompensadas conforme as leis universais de ação e reação.

Saturno também julga nossos atos passados, bem como a vida presente, dando resultados de acordo com isso. Segundo a astrologia cármica, a qualidade dos atos ou ações feitas por uma pessoa em sua vida passada passa pelo filtro de Saturno, aplicando o posicionamento e aspectos corretos do astro nessa vida. Geralmente, é o planeta mais temido ou respeitado pelas pessoas que seguem a astrologia. Mas, no fundo, não há o que temer com Saturno. Sua influência mais difícil se dá apenas quando não agimos corretamente ou não entendemos e aceitamos onde devemos nos esforçar mais. Nesse caso, Saturno está sempre pronto a nos ensinar uma lição, aplicando as restrições necessárias, endireitando o caminho e fazendo as coisas funcionarem como devem em qualquer sinal de desequilíbrio – a médio e longo prazo.

Num significado simbólico, este planeta é conhecido como Cronos: “O Senhor do Tempo”, “O Planeta do Karma”, “O Cobrador”, “O Velho Sábio”, “O Grande Maléfico”, “O Eremita”, “O Pai Severo”, entre outros. Evoca palavras-chave como: restrição, obstáculos, imposição de limites, regras, amadurecimento, colheita, construção, disciplina, aceitação de deveres, sabedoria, respeito, experiência, paciência, rigidez, rigor, severidade, justiça, frieza, dogmatismo. No seu melhor, ajuda a consolidar esforços e no seu pior restringe-os. É o oposto de Júpiter, que significa primariamente expansão.

A tendência nesse período é pairar no ar um espírito limitador, restritivo, austero e controlador perante liberdades dadas sem que se tenha feito o uso da responsabilidade – liberdade sem responsabilidade é libertinagem. A realidade nua e crua tende a se apresentar, assim como máscaras a cair e verdades a se revelar. Ajustar contas, cair na real, reparar os danos, receber o karma para resolver antigas pendências, levantar os véus da ilusão e aparar as arestas poderão ser temas bastante recorrentes.

De fato, pode ser um período de muito mais responsabilidades e ajustes. A obrigação de ser feliz a qualquer custo, de ser “o tal”, o “top dos tops” pode entrar em uma corrente descendente, dando lugar a uma postura mais séria, de maior competência e de menor culto ao ego – exemplo disso é o movimento cada vez maior de pessoas saindo das suas redes sociais, optando por estilos de vida mais saudáveis e menos estressantes, voltando aos valores e saberes antigos em contato com o essencial.

Sob a regência de Saturno, para se ter algum destaque o sucesso vem com merecimento de causa. Durante este ciclo, poderemos nos deparar com uma mudança geral nas estruturas vigentes – também no que diz respeito as nossas estruturas pessoais, familiares, sistemas de crenças, valores, carreira, caminho – forçada pelos nossos próprios atrasos, pelos desvios que tomamos ao longo do tempo ou mesmo por coisas que negamos e que agora precisamos olhar, bem de frente. Saturno gosta de ajustes e não tolera irresponsabilidade. Somos chamados, então, para sermos mais maduros e responsáveis por nosso próprio amadurecimento material e espiritual.

Pode assim ser um ciclo de mais contenção e menos expansão, o que não significa que seja menos ativo e criativo. Significa menos superficialidade e mais profundidade, menos as coisas do ego e mais atenção ao chamado interior, ao propósito da alma. Diferentemente do ciclo anterior, cujo período foi regido pelo Sol – com o surgimento das redes sociais e a viralização das selfies, por exemplo, que levaram os egos às alturas duas frases que mais representam um ciclo saturnino são: “com grandes poderes vem grandes responsabilidades” e “a colheita é boa quando o plantio é bom” ou vice-versa.

Em suma, diria que é um período importantíssimo para desenvolvermos tudo o que adiamos, negamos ou colocamos para debaixo do tapete. Um momento para nos comprometermos conosco, para aprendermos sobre limites e oportunidades, para desenvolvermos a ação no recolhimento, a entrega com prontidão e sempre a liberdade com consciência, mesmo em meio a limitações que podem ser transformadas em combustível para darmos passos mais firmes e fazermos escolhas mais acertadas.

Fazendo jus a isso, numa linguagem simbólica mas prática, com um olhar perspicaz e criativo, transcrevo textos muito elucidativos, que nos apontam como se mostram e de que forma interagem o compromisso e a liberdade em nosso mapa natal – portanto em nossa vida – nos trazendo elementos e pistas para desenvolvermos um relacionamento equilibrado com ambos. Alcançar e viver a liberdade é, portanto, responsabilizar-se, comprometer-se consigo em todos os níveis do ser. Namaste!

COMPROMISSO E LIBERDADE – Por Anna Maria Costa

“Liberdade é mais difícil do que compromisso. Pois, o que você fará com a sua liberdade? Compromisso você já sabe (sabe?) o que é. Mas, o que é liberdade? Compromisso é fácil, seja em relacionamentos, trabalhos, etc. Liberdade exige autenticidade. Autenticidade de Todos os Planetas do seu mapa natal (MN).

Não basta ser autêntico com o Sol. Mas com Todos, All of them, Tutti. O planeta mais difícil do seu MN chama-se Vênus. Nunca foi Saturno.
Pessoas não sabem se relacionar, nem mesmo foram educadas para isso. E daí, os problemas afetivos, familiares, profissionais, na saúde e nas guerras. Isso vem da ‘Desharmonia’. Eris.

Saturno é um excelente planeta: O Realizador. Materializa seus interesses, conforme posição no MN. Se você tem problemas com Saturno é porque ele não materializou o que você queria ou materializou o que você não queria. Saturno tem a foice. A foice simboliza cortar um problema para que algo cresça. Cronos – o Tempo – não é o que lhe assusta. Quem assusta é Vênus-Aphrodite.

Vênus com seu desejo de ser amada e de ter conforto material. Ela também é Freya, a deusa nórdica da fertilidade material e da magia. Que usa o belíssimo colar Brísingamen ou Aurora Boreal, para mostrar sua beleza e seu poder de ter o que quer, seja lá como for. A dona da prosperidade e que está representada na primeira runa Fehu, para mostrar que se abrem os trabalhos com as evocações de Bem Estar e prosperidade.

Corrupção é um substituto do amor. Quem ama de verdade e é amado de verdade jamais se corromperá porque já tem a Grande Fortuna. Liberdade, folga para Ser o que se É, isso é Urano. Urano, o Pai Criador. Criar e soltar sua obra, e a obra que siga, que vá livre do próprio criador. Assim também pensava o deus Frey. A potência sexual. Sem liberdade não há potência sexual. E isso está na runa Ingwaz, a semente. A semente de Urano. Aquele que vem, semeia e segue adiante.

Século 21: exige que você rompa barreiras e amplie seus limites – Era de Aquário, Era de Urano, que também verá a violação de quase tudo.
Pois tudo será diferente. Se você é capaz de ver, você é capaz de prever. Se você prevê, você investe ou se cuida. Uma outra estratégia será necessária. Andar sobre as ondas elétricas: elas são agudas, não são arredondadas. Podem quebrar paradigmas. Por isso, você deve ir para o Novo, com deslumbramento e terror. Se você olhar o mundo atual é o que verá: deslumbramento e terror.

Você tem duas máscaras: 1. A diária que se chama Ascendente (ASC); 2. A das horas importantes e visíveis para todos, que se chama Meio do Céu (MC). Desde a infância você foi treinado para a máscara social do MC. E pressionado pelo signo regente do MC. Só que um dia vem Urano. A função dele é ir contra a mesmice. Se você sai da mesmice você tem abundância. A abundância dada pela liberdade de criar, como fazia Frey. Onde você tem Urano no MN, as regras serão quebradas. E não é Saturno que ficará chateado, afinal ele foi um dos primeiros a quebrar as regras quando castrou o pai Urano, sob conluio com mother Gaia.

Quem se chateia é Vênus. Porque? Porque se você não se sente bem vindo, não se sente aceito, Vênus ficará insuportável, como fez com Psyche. Mas se você se sente aceito, recebido com as flores da primavera e com os animais selvagens a seus pés – como acontecia quando Vênus passava; se você expulsou seus complexos – aliás, porque você tem complexos? – aí, meu bem, você não tem problemas com as Coisas Novas, com as Novas Regras. Afinal, Vênus é filha de Urano. Não se incomoda com o inconvencional. E quando está num signo convencional, fica com aquele gostinho de uma novidade, nem que seja uma roupa ou um sapato novo.

Urano traz o progresso, como o celular por exemplo, Android ou Iphone pouco importa. Saturno faz do progresso uma regra. No início de qualquer novidade há crítica, desconfiança, falsas informações, concorrência, etc. Assim foi com todos pioneiros e inventores, pois criatividade incomoda. Quem cria tem a mente livre. Não esqueça: Urano e Saturno regem Aquário (liberdade). Urano veio antes com sua loucura de liberdade criadora. Saturno veio depois e registrou tudo que foi criado. Onde você tiver Urano tem quebra de paradigmas, uma palavra que Urano não suporta. Onde você tiver Saturno tem regulamentação e distribuição comercial para todos. Saturno gosta de bons negócios.

Othala

A runa Othala é amiga de Saturno. Ela representa propriedades, agricultura. Repara que Frey também é uma divindade da riqueza da terra. Não é a toa que, para Urano e Saturno, após a queda de braço, podem ser amigos. Principalmente depois que Saturno teve a experiência de ser traído pela própria mulher Rhea, como Urano foi traído pela consorte Gaia. Tal pai, tal filho. Enfim, quem não quer mudar perde o jogo. Principalmente na Era de Aquário, quando a inteligência será esticada como uma corda, até onde puder aguentar. Não dar acesso à inteligência é querer acabar com o progresso. Por isso, a Educação será uma grande cobrança da Era de Aquário.

Saturno, filho de Urano, pensa no futuro. Claro. Se ele destronou o pai, quem lhe destronará? Saturno é previdente. E olha em frente. Se você quer subir a montanha tem que olhar para cima. E para os lados. Saturno tem o máximo de controle. Onde você tiver Saturno no MN tem que pensar no futuro. Ambição é = futuro. Sem ambição não há futuro.

Será que você ainda acredita que Saturno quer estabilidade? A única estabilidade que ele quer é a de continuar subindo e com controle. Não lhe interessa a estabilidade de ficar parado ou aposentado. Cronos jamais se aposentou. Mesmo preso no Hades, durante a guerra dos Titãs, aproveitou como Mandela a estudar, aprender, anotar, atualizar-se, e tal e coisa. Saturno, jamais está satisfeito. A prova disso é que engoliu todos os filhos. Empanturrou-se e ficou de barriga grande. Não se esqueça de analisar os mitos. Mitos têm códigos interessantíssimos. Bem, ele não conseguiu engolir Júpiter, o sortudo.

Saturno nunca foi devagar. É um tremendo mal entendido ou contra-informação – e disso, o Mundo está cheio. Saturno é um grande construtor. E não se constrói um hotel em Dubai em 2 minutos. Urano é Criador. Gaia é Cuidadora. Aí chegamos à Parentagem. Isto é, ao ato de criar e cuidar, de agir como pai e mãe. Compromisso é ter foco. Quem não tem foco, não consegue se comprometer. Pois o compromisso exige que algo continue. Continue subindo, realizando. Liberdade é saber se separar do que lhe atrapalha. O que você precisa e quer está no seu MN. Não há recompensas fora do MN: ele é decisivo, é seu chip.

8 bilhões de chips por aí e e você acha que a Astrologia vai acabar? Nunquinha! Há um potencial de pelo menos 50% dos 8 bilhões se interessarem por conhecer seu mapa, quando perceberem que mapa é coisa super séria.

Conhecer Astrologia é decifrar chips. Seu futuro é seu MN. Ame-o e não o deixe. Nenhum trânsito jamais lhe trará o que Não está no seu mapa. Se não for do seu Destino sofrer um acidente, jamais um trânsito de Marte provocará um acidente em você, embora você possa ser testemunha de um acidente. Ou ralar a perna, coisa comum. Não há NADA no seu MN a ser corrigido. E, muito menos a ser evitado.
Não ouse fazer diferente. Seria Hybris, arrogância. E logo atrairia Nêmesis, vingança justa. Seu mapa chama mapa. É para ser seguido. Obedeça-o.”

A INFLUÊNCIA DE SATURNO NO MAPA NATAL – Via Astrolink

Saturno representa a organização de nossa individualidade e propicia a estruturação de uma identidade mais estável. Porém, essa identidade é diferente da essência que o Sol nos confere, pois ela é voltada para a sociedade – ou para o que consideramos como regras sociais. É também como agimos dentro do âmbito da coletividade. O meio em que vivemos e que as outras pessoas ajudam a nos moldar, assim como os valores, regras e convenções sociais as quais concordamos em participar.

É a energia que faz a pessoa trabalhar dentro de seus limites. É o planeta que tem capacidade de ensinar algumas lições muitas vezes consideradas ásperas, mas extremamente úteis ao longo da vida. Após as passagens e interações de Saturno no nosso mapa astral, geralmente nos tornamos mais disciplinados e sérios em nossa abordagem para com a vida. Saturno significa lapidação e dificuldades, mas também o poder de concretizar grandes (e mais consistentes) coisas na vida, fazendo-nos enfrentar dificuldades, sofrimentos ou obstáculos para que possamos aprender a virtude da resiliência.

A casa astrológica onde Saturno se posiciona no mapa astral é onde está o nosso dever, onde precisamos dar mais atenção em nosso tempo de vida. É onde as coisas podem ser mais difíceis, mas ao mesmo tempo mais sólidas caso consigamos agir com responsabilidade, disciplina e maturidade, onde podemos nos tornar sábios. Saturno se torna o juiz da casa onde se posiciona e só dará resultados se trabalharmos com afinco, desempenhando corretamente as ações necessárias dentro dos temas relacionados.

ASPECTOS HARMÔNICOS E DESARMÔNICOS

O lado positivo de Saturno traz qualidades relativas ao amadurecimento pessoal, além de coragem em tempos difíceis, como será nosso potencial de resiliência, a capacidade de controlar as emoções e os desejos, além de um senso de sacrifício. Assim, o indivíduo ganha capacidade de se tornar mais lúcido, humilde e prudente.

Saturno garante mais organização e poder mental aliados à paciência e empenho, coisas que ajudam na capacidade de trabalho, no senso de dever e na adaptação às rotinas do dia a dia. Com uma boa influência de Saturno, a pessoa sabe aproveitar melhor o seu tempo, suas habilidades e energia, se adaptando perfeitamente às regras e aos padrões sociais.

Já seu lado desarmônico traz sentimentos de inferioridade e inadequação, falta de confiança em si, insegurança que inibe o indivíduo e abre portas para o pessimismo, negativismo, fatalismo e hesitação. Sentindo-se impotente, a pessoa pode se abater, ficar melancólica e fazer críticas depreciativas sobre si e suas ações, adquirindo um caráter submisso ou condescendente. Passa a se preocupar demais com o que os outros pensam, dependendo bastante de aprovação social, admiração ou reconhecimento. Dependendo da tensão de Saturno, o indivíduo pode ainda se tornar mais avarento, possessivo, egoísta ou demasiadamente ambicioso. Essa ambição tende a fazer com que ele se torne um workaholic, por exemplo, se doando demasiadamente ao trabalho.

Quando a pessoa embarca nessa onda desarmônica sem conseguir se desvencilhar, pode se achar melhor que os outros e não aceitar ser contrariada. O problema é que esse tipo de comportamento acaba afastando todos ao seu redor. Para se defender, a pessoa pode acabar se tornando insensível, desconfiada e rancorosa. Tende a ficar intolerante e achar que é moralmente superior, atitudes que podem vir acompanhadas de criticismo, censura, inflexibilidade, intolerância e por fim inveja. Na verdade, o indivíduo precisa da aprovação e reconhecimento dos outros, mas não baixa a guarda com receio de não ser admirada.

ENERGIA RELEVANTE

Saturno diz que o espírito antes livre, agora é forçado a viver a realidade terrena sob suas condições. Sua liberdade total foi tirada e transformada em parcial, agora ele está sujeito a regras e limitações. As possibilidades antes infindáveis agora estão confinadas a uma vida cheia de deveres, situações específicas e rotineiras. Saturno representa justamente essa situação, simbolizando aquilo que devemos cumprir com noção das nossas limitações.

Quaisquer forças que separam, limitam, restringem e criam fronteiras são simbolizadas por Saturno. São essas forças que estruturam, definem, organizam, disciplinam e controlam a realidade material, mostrando a importância que as coisas e os comportamentos têm e as ações que causam. O planeta fala sobre controle e adequação – causa e efeito. Ao contrário de Júpiter, onde forças de integração e expansão se sobressaem. Saturno trata da contração, do processo de delimitação e estruturação das coisas (…) As energias do planeta nos encorajam a perseverar e disciplinar a nós mesmos, a desenvolver paciência e resistência, assumir nossas responsabilidades e cumprir nossos deveres, nos deixando com uma sensação de dever cumprido no processo.

A posição de Saturno no signo mostra como uma pessoa deve assumir a responsabilidade e desenvolver maturidade e disciplina. Pela regência natural de Capricórnio, Saturno é um importante fator na determinação da carreira. A posição de Saturno no mapa astral pode oferecer importantes indícios sobre o tipo de trabalho mais adequado para uma pessoa e a carreira que pode vir a seguir. Um indivíduo com Saturno fraco, por exemplo, pode encontrar mais dificuldades para avançar em sua carreira, além de ser mais possível que, ao enfrentar pequenos problemas, sinta que na verdade está enfrentando um grande e pesado fardo.

De qualquer forma, pode se dizer que nossas maiores conquistas podem ter Saturno envolvido. A superação do atleta, a descoberta de um cientista desacreditado, a vitória de quem nunca foi muito bem nos estudos. Não é raro nos depararmos com exemplos de vontade e determinação de pessoas que não desistem assim que surge a primeira pedra no caminho. Saturno mostra onde temos que nos empenhar mais, os problemas ou limitações que sempre são atraídos, onde temos mais dificuldade, precisando nos esforçar para superar os obstáculos e alcançar objetivos.

SUPERANDO OBSTÁCULOS

Pode parecer incoerente, mas Saturno tem o poder de gerar ganhos mais reais do que Júpiter e Vênus, considerados planetas benéficos e suaves. Tal afirmação pode ser entendida como “a capacidade de entender a importância das dificuldades, da carreira e da responsabilidade“, garantindo assim uma noção mais real do quão positivo é agir com resiliência onde mais precisamos.

Na maioria das vezes, Saturno apenas atrasa as coisas, mas nunca nega. Às vezes, este atraso pode até ser considerado algo bom. Dependendo do lugar onde Saturno está posicionado ou aspectado, gera ganhos advindos de coisas e projetos mais estruturados, onde a pessoa se sinta mais merecedora dos resultados que obteve ao invés de tê-los adquiridos por sorte ou de forma muito fácil.

Os aspectos de Saturno são muito importantes em um mapa, pois os temas das casas e signos afetados por eles tornam-se importantes locais de atenção, onde precisamos trabalhar duro para desfrutar dos resultados (…) Saturno nos signos e casas mostra como uma pessoa busca status e reconhecimento, revelando as áreas em que tenta realizar algo de valor aos olhos dos outros. Ao ter sucesso e evoluir, ela escala mais um degrau e Saturno está logo atrás para lembrá-la de carregar o seu próprio fardo, agora com mais experiência.

É o planeta que lida com questões especialmente importantes para o nosso caminho, fazendo-nos encontrar ordem e segurança, além da já citada sensação recompensadora do dever cumprido. É com ele que aprendemos que Roma não foi construída em um dia, que a realização de uma ideia exige tempo e trabalho. Somente através do esforço e foco desenvolvemos discernimento, força de vontade e paciência, características fundamentais para a verdadeira evolução da consciência.

Por Luciane Strähuber – Educadora da Terapêutica Integrada

Anúncios

Deixe um comentário com amor!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.