Educação e Sustentabilidade, Filmes, Vídeos e Documentários, Matérias, Orgânicos: Produtos e Alimentação

O conceito de Educação Livre e Cidade-Escola: Um Sonho Possível

Cidade-Escola Ayni, em Guaporé – RS

Além do método Waldorf de educação, com alegria estamos vendo outras formas de ensino surgindo ao redor do mundo, algumas chamadas de Educação Integrada, Educação Viva, Educação Livre, “Kindergarten” e “Forest School” – estes últimos são métodos pré-escola ou ainda são usados para complementar a formação escolar.

Esses métodos tem o objetivo de conectar mais as crianças a espaços na natureza, com o intuito de desenvolver autoconfiança, autoestima, conhecimentos de sobrevivência, cooperativismo, responsabilidade, habilidades pessoais e de comportamento e relacionamento. Para quem teve o privilégio de aventurar-se no mato e conviver mais em meio à natureza na infância sabe o quanto essa experiência é capaz de calçar bases fortes, determinando nossa forma de realizar escolhas, tomar atitudes, lidarmos com mudanças e nos relacionarmos com o mundo.

Essa forma de educar engloba um estilo de vida diferenciado que cada vez mais famílias estão buscando para seus filhos e futuras gerações, integrando políticas de educação e sustentabilidade que a partir de inserções em micro contextos tendem a influenciar o seu entorno. 

Países como Portugal, Espanha, Finlândia, Noruega, Suécia, Dinamarca e Canadá já são referência no uso de alguns desses métodos. Mas, algumas escolas na América Latina e no Brasil também estão inovando e nascendo a partir desse conceito. Uma delas chama-se AYNI. Imagine uma escola sem aula, nem provas, mas que atende todas as leis e regras do MEC! Utopia? Não, realidade aqui no Sul do Brasil, na cidade de Guaporé! Um projeto lindo, um futuro que já está aqui.

Em Guaporé, na cidade onde nasceu, o empreendedor Thiago Berto constrói e co-cria o ambiente da Cidade-Escola Ayni junto a aprendizes e voluntários de diversos países, inspirando a ressignificação da rotina de vida e da pedagogia. O método utilizado está sendo chamado de Educação Livre ou Educação Viva.

A escola nasceu de um sonho, de uma jornada de vida e autoconhecimento em uma viagem de três anos que Thiago realizou pelo mundo, tendo a oportunidade de visitar 40 projetos de educação de diferentes países – lista relacionada a seguir. Já para sua estruturação, estão sendo usadas técnicas de bioconstrução e premissas de permacultura, cujos espaços e instalações são criados com formas mais orgânicas, integradas e respeitando o meio ambiente.

A Ayni atende todas as leis e as regras do MEC – importante enfatizar isso. Não tem aula, nem prova, mas com liberdade para escolher o que aprender e a importante participação e formação dos pais das crianças no processo. Segundo a equipe, o método de avaliação é a felicidade! Não tem divisão de turmas, mas conta com oficinas de música, teatro, artesanato, circo, entre outras. Também não tem aquele sino estridente que interrompe os pensamentos entre um estudo e outro.

Outro fator do projeto: a escola é gratuita! São recebidas crianças de dois anos e meio a 13 anos de idade, e não há mensalidades. “Os pais são convidados a realizar doações mensais em um compromisso de 12 meses”, explicou Thiago. As crianças preservam sua essência a partir de brincadeiras e descobertas, sem perder a conexão com a natureza e o sentido de comunhão. “Crianças não tem cartão de crédito!”. O dinheiro virá de empreendimentos como hotel, teatro e restaurante dentro da área planejada e em processo de construção.

Além de uma escola de meio período – a ideia é que as crianças frequentem a escola normal, e no outro período o projeto planeja outras iniciativas nesse grande complexo: um hotel cujo serviço será todo feito por pessoas com síndrome de Down, um restaurante que servirá apenas alimentos orgânicos, uma loja de produtos naturais, e programas de férias para crianças. A população da cidade está animada com o projeto e apoiando sua realização.

A palavra AYNI é uma palavra Quechua – idioma dos Incas e o terceiro idioma mais falado na América do Sul – e significa cooperação e solidariedade. Mais que uma palavra é uma forma de viver que se manifesta em relações sociais de ajuda mútua e reciprocidade: Eu te ajudo, construímos sua casa, juntos construímos a de um outro amigo, ele nos ajuda a construir a minha. Segundo a escola, a escolha do nome é uma homenagem e uma referência com honra ao povo e região andina pela importância na história da criação do projeto.

Mais uma iniciativa que coloca o sonho de um futuro mais harmônico, cooperativo e sustentável em prática, e o mais importante: permitindo que as nossas crianças expressem o que são e o que estão destinadas a se tornarem! 

ESCOLAS E PROJETOS DE EDUCAÇÃO QUE INSPIRARAM A AYNI

  1. EUA: Clearwater School – Seattle / EUA; Sunnyside School – Portland / EUA; Circle of Children Village School – Eugine / EUA; Playmountain Place – Los Angeles / EUA; Escola da comunidade Avalon Gardens – Arizona / EUA 
  2. Argentina: Espacio Sagrado Buda – Comunidade Bruda Traslasierra – Cordoba / Argentina; Comunidad Amatreya – Alta Gracia / Argentina
    Escuela de la Nueva Cultura – La Cecilia – Santa Fé / Argentina; Avioncitos de papel – Cordoba / Argentina; Escuela Comunidad Aruma – Buenos Aires / Argentina; Escuela Tierra Fértil – Buenos Aires / Argentina 
  3. Uruguai: Escuela Kalimaita (Educação para o ser) – Neptunia / Uruguay; Escueladel Bosque (Educação livre)- La Paloma / Uruguay
  4. Portugal: Escola da Ponte – Porto / Portugal 
  5. EspanhaMontessori Canela – Barcelona / Espanha; Associación Montessori Malaga / Espanha; Escuela Espai del Aigua – Barcelona / Espanha; Escuela La Pinya – Barcelona / Espanha; Escuela Ecoaldea Minchal / Espanha 
  6. MéxicoEducare – Escuelas para el êxito – Guadalajara / México; 
  7. Peru e Chile: Grupo de pais de Guadalajara que fazem Homeschooling AldeaYanapay – Cusco / Peru; Escuela Agrotecnologia de Pirque – Santiago / Chile; Escuela Kupulwe (Pedagogia Reggio Emilia) – Santiago / Chile; Escuela Libre Futuro en Camino – Santiago/ Chile
  8. Equador: Escuela Katitawa – Salasaca / Equador 
  9. Itália: Centro de Estudos Pedagogia – ReggioEmillia
  10. Escócia: Findhorn Foundation / Escócia 
  11. Brasil: Escola Caminho do Meio – Porto Alegre/ Viamão / Brasil 
  12. América Central: Homeschooling Stand Center – Belmopan / Belize 

PARA QUEM QUER SER VOLUNTÁRIO 

https://www.worldpackers.com/pt-BR/positions/6091

OUTRAS ESCOLAS PIONEIRAS

Em Bali (Indonésia), desde 2008 a escola chamada de Green School é referência para crianças de vários países.

Na Suíça, uma escola de educação infantil foi pioneira implementando o método Kindergarten unido ao “Forest School” – Escola da Floresta – desde 1880, embora tenha origem na Dinamarca, França e Alemanha. Hoje, é referência para outros países incluindo o próprio nome “Forest Kindergarten”. No Brasil, é conhecido como jardim de infância ou pré-escola – sendo uma forma de educação infantil que complementa a formação em escolas particulares e públicas. Saiba mais: Como surgiu o Método Kindergarten? 

O QUE É O MÉTODO FOREST SCHOOL?

Luciane Strähuber – Educadora da Terapêutica Integrada

Anúncios