Artigos, Terapias Integrativas

Cristais: Luminares Cósmicos para Transformação Interior

Os cristais são seres e consciências minerais que conquistaram sua luz própria. A semelhança de determinados seres humanos que se auto-iluminaram, tornando-se um exemplo vivo da luz e verdadeiros mestres de seus semelhantes, os cristais também são mestres do reino mineral, doando sua luz através de força, do amor e da sabedoria a quem delas necessitar.

A energia cósmica é a mesma energia gerada por um cristal, é a essência da luz divina materializada em um mineral. Quando vemos a imagem de um ser humano que atingiu a consciência de si – portanto, o que chamamos de iluminação – observamos que a luz se irradia do seu corpo, principalmente nas mãos, no coração e em torno da cabeça. Esses seres transformaram suas células, tornaram-nas de passivas para ativas através da geração e da irradiação da luz e da pura energia de vida.

Realmente, um ser auto-iluminado irradia luz física de seu corpo, mas não um brilho projetado pela mente, mas irradiado da alma. Ilumina e encanta, assim, aqueles que dele se aproximam, de uma forma natural, amorosa. Por sua vez, há muito tempo os cristais também vem fascinando os seres humanos com sua resplandecente luz divina.

Foto Kirlian: 1. Cristal gerador de Ametista; 2. Cristal gerador de quartzo verde.

Trazidas por consciências de outros Planos dimensionais e transmutadas a duras penas no interior da Terra, tais gemas cristalizam a própria luz divina instaladas nos corpos físicos encontrados no seio da natureza. E o contato com esses corpos luminosos desperta-nos as mesmas características.

Na ordem física, os opostos se atraem e os semelhantes se repelem. Porém, na ordem espiritual, estas circunstâncias se invertem: semelhante atrai semelhante, luz atrai luz. Se buscarmos poder e riquezas materiais nas pedras, encontraremos um vazio que culmina em pobreza e fraqueza, mas se nelas buscarmos sabedoria e clareza, nossa jornada interior ilumina-se, porque assim como os cristais estamos evoluindo em busca do despertar de nossa consciência e luz divina. Essa busca representa a verdadeira riqueza e poder interior.

O ator, como o nome já diz, é um ser ativo, criativo – ele cria a ação transformando uma ideia, um sonho em realidade. Já o personagem é passivo – ele sofre a ação, transformando a realidade numa idéia, num sonho. O ator, como o cristal, brilha através de sua própria vida, projeta a sua imagem naquilo que está à sua frente, enquanto o personagem, opaco, busca seu brilho naquilo que reluz à sua volta e, como um espelho, busca a sua imagem naquilo que está à sua frente. A felicidade – como a luz – é uma questão de incidência do ângulo com que vemos a vida. Podemos vê-la com os olhos do ego ou com os olhos do espírito, e ela nos responderá na mesma proporção, oferecendo o destino e o carma para o ego, e a liberdade para o Espírito.

Seres cósmicos e crísticos, os cristais se libertaram de seu carma, de seu destino denso e opaco, para tornarem-se moradores da própria luz da consciência, moradas da luz. São estrelas que caíram na Terra e/ou que brotaram dela, trazendo códigos de luz e amor para serem ativados em nosso DNA, e a mensagem de que é possível lapidarmos nosso ser por completo para nos tornarmos, um dia também, luminares cósmicos do Espírito. Mais que mensageiros e mestres, os cristais são a própria ferramenta viva para esta transformação interior. Temos o Espírito e o Cosmos às nossas mãos. Sejamos gratos, respeitosos e amorosos para com essas consciências cristalinas que muito sempre tem a nos ensinar e nos relembrar. Namaste! ❤

Fonte Complementar – Cristais: Os Mestres da Luz – Guia Terapêutico Espiritual dos Minerais, Cristais e Pedras Preciosas

Anúncios