Artigos, Mensagens YEHUÁ

Evoluindo o espaço multidimensional do coração elevamos a mente

Créditos da Imagem: Colores Art Sudio

Quando as sementes de hoje nutrirem as terras de ontem com os sonhos de amanhã, tendo espaço e fertilidade para desenvolverem raízes fortes e profundas, troncos robustos, galhos expansivos e folhas saudáveis, as flores e os frutos que virão conterão o néctar do amor, e as novas sementes poderão nascer e desabrochar num solo renovado e evoluído porque tornou-se fértil.

Quando esta fertilidade e fecundidade tiver lugar para existir, renovar-se e renascer, os sonhos de amanhã tornarão-se a realização dos projetos de hoje, e este será o combustível para que o solo permaneça ativo, em constante movimento e renovação, possibilitando o plantio de infindáveis novas sementes com o tempo.

Este solo é a representação da nossa vida, das ações e atitudes, dos pensamentos, emoções e sentimentos plantados ao longo desta existência e das anteriores.

O que quer que tenhamos plantado no passado estaremos colhendo no agora. O que quer que desejemos colher no futuro também precisaremos nutrir no agora. O foco, o centro do nosso trabalho é o agora, é o presente. É este momento do agora que determina o que nossos sonhos se tornarão, assim como daquilo que serão nutridos.

E qual seria, então, o adubo para este solo? O amor: a chave para toda a fechadura, cuja porta ainda permanece fechada pela ilusão do dilema entre o Ser e o Ter.

O solo adubado e nutrido pelo amor essencial de qualquer ordem – aquele que contem no seu âmago as verdades da sua essência – nos convida a acessar as raízes dessas verdades presentes no espaço do nosso coração; e por isso nos liberta porque permite que seja livre o fluxo de energia de vitalidade, prosperidade e abundância em nosso caminho para o porvir de novas sementes, não intervindo no ciclo contínuo dessa onda de energia que inicia-se desde a raiz do nosso ser.

Já o solo nutrido “em nome de um amor”, mascarado por justificativas criadas pela mente do ego, nos aprisiona e controla nosso passos em direção ao progresso, impedindo este fluxo contínuo e fluido de prosperidade tornando-o intermitente, isto é, inflexível, truncado, previsível e, consequentemente, desconectado do fluxo maior desta abundância, naturalmente existente desde uma semente na natureza até o surgimento de uma estrela no universo. Imagine que nesse contexto é como se perdêssemos nosso “GPS interior”, representado pelo nosso espaço do coração.

Quando este dilema fizer-se presente, saibamos trazer a consciência para o nosso centro real de força, de verdade, de paz, sabedoria e amor essencial: o espaço do nosso coração que é multidimensional, que vibra além desta dimensão.

Muitos pensam que este centro é a mente porque seu mecanismo racionaliza e torna “lógico” todo pensamento. Quando, na verdade, para compreendermos os ciclos da Criação e os fluxos harmônicos de prosperidade e abundância existentes além de nós é necessário a compreensão de uma linguagem que apenas o espaço do coração pode nos proporcionar. Justamente por ser multidimensional é que podemos compreender a linguagem existente em outras dimensões.

O ponto de mutação surge quando soubermos ouvir primeiro a voz do coração e, depois, sintonizá-la à mente concreta. Muitos foram programados para realizar o movimento inverso: primeiro ouvir a mente e depois o coração, gerando assim uma grande confusão que assemelha-se a duas estações de rádio ligadas ao mesmo tempo.

Quando isso ocorre, inevitavelmente temos um encontro marcado com o que chamamos de “encruzilhadas da vida”; o dilema entre o Ser e o Ter encontra-se exatamente neste ponto da jornada, entre as duas vias que se apresentam à sua frente.

Temos, assim, uma escolha: a de silenciar e aprender a ouvir a voz do coração para reaprender a trilhar este caminho do Ser e do sentir em primeiro lugar, para podermos trilhar o caminho da razão com mais clareza e sabedoria. Exercitando esta prática, este segundo caminho – o da mente racional ou concreta – será muito mais leve, fluído e claro porque será o espaço do coração o norte da nossa bússola, enquanto que a mente será o seu ponteiro.

Quando finalmente compreendemos esse mecanismo, não haverá mais dilema. Os véus representados por essa ilusão simplesmente deixarão de existir porque o caminho à frente estará claro, sem nada para nublar nossas escolhas e decisões, sem muros de dúvidas, medos, inseguranças e sofrimentos.

Teremos as antenas da mente afinadas e sintonizadas ao norte do nosso coração e, com isso, a linguagem provinda de nossa alma, de nossa mente superior, terá livre acesso para fluir, existir, criar e comunicar-se conosco através desta dimensão e do todo ao nosso redor.

Se você está vivenciando algum dilema em seu caminho agora, saiba que sempre é a hora para mudar a rota e partir para novas escolhas, decisões estas que só virão com autoconfiança e coragem quando houver a entrega, o silêncio da mente e o mergulho para dentro do espaço multidimensional do seu coração.

Qualquer que seja a prática que você escolher para este fim – meditação, yoga, tai-chi, reiki, vivências de autoconhecimento, dançaterapia, entre outras – siga sua intuição e comece agora a preparar o solo da sua vida nutrindo-o com o adubo do auto-amor, enraizando cada vez mais a partir das suas verdades essenciais, reconhecendo e separando o que é seu e o que é do outro com respeito.

Modifique também as crenças e os padrões que porventura estejam obsoletos no seu emocional, assim como limpar um terreno de plantas daninhas, de galhos secos e de tudo que, emaranhado, não permite o respiro deste solo para o plantio de novas sementes.

Assim, num exercício diário, você começará a criar espaços vazios no seu coração, no solo da sua vida, para que o espaço desse coração possa ser elevado a mais uma dimensão, elevando na mesma proporção o espaço da mente.

Estando estes dois espaços alinhados, o coração permitirá que a mente também se eleve, se expanda um pouco mais. A mente inferior estará ainda mais sintonizada à mente do seu Eu superior.

Este é um processo e não importa o tempo que leve para conquistá-lo. Você certamente colherá, a partir dele, os frutos do progresso, da fecundidade e da fertilidade em sua vida. É só começar! ❤

Mensagem de ©YEHUÁ 

Anúncios