Artigos, Feminino Sagrado, Filmes, Vídeos e Documentários

O Feminino corrompido e sua jornada de superação

Jessica_Feminino Corrompido edit

Percorrendo o universo do Feminino Sagrado apresentado nas mídias de comunicação, sigo minha pesquisa e exploração crítica como terapeuta, mas agora mostrando um pouco do “outro lado da moeda” no que se refere aos inúmeros casos em que este Eu Feminino, que deveria ser honrado, protegido e sagrado, passa a ser corrompido por inúmeros fatores.

Em artigos anteriores sobre os Filmes, Documentários e Séries de TV que abordam o Feminino Sagrado – Parte II, mencionei uma lista de opções que encontramos disponíveis no cinema e na TV. Mesmo que algumas obras ainda sejam limitadas em aspectos sobre o feminino, principalmente porque insistem em mencionar apenas a figura arquetípica da mulher guerreira, esquecendo que o Eu Feminino Sagrado está muito além disso, anda assim, se comparado ao que tínhamos há dez anos atrás, percebo o tema sendo abordado de forma mais ampla e crescente.

Falando do “outro lado da moeda” me refiro ao contexto do feminino corrompido na sociedade, pesquisado através de documentários muito maduros, alguns muito fortes, emocionais, tristes e profundos em seus relatos super realistas, contudo apresentando um “arco positivo” ao longo da narrativa.

Minha única felicidade em ver isso vindo a público é o fato de que existem mulheres magníficas dando o mais louvável exemplo, muitas já tendo sido vítimas deste feminino que foi corrompido e se dedicando, de corpo e alma, ao difícil e pesado trabalho de ajudarem outras a se libertar. E digo difícil porque toda vez que auxiliamos alguém que passou pelo mesmo problema que nós tendemos a voltar no ponto do trauma: um processo de confrontamento, superação e cura para ambas as partes. Portanto, o maior objetivo dessa divulgação é fazer com que mais e mais mulheres conheçam essa realidade para que possam ajudar outras mulheres, muitas vezes aquelas que são tão próximas, que sofrem caladas sem saber para quem recorrer e qual caminho seguir.

brave+miss+world+mademoiselle+jules

A lista que menciono abaixo refere-se, em especial, a documentários que mostram como mulheres que foram usurpadas ou violentadas nos princípios do seu Eu Feminino deram a volta por cima para vencer situações como abortos obrigados, abusos, estupro, prostituição, contrabando de mulheres, tráfico e escravidão sexual entre outros temas que já não estão mais escondidos porque viraram um câncer para a humanidade em tantas partes do mundo – exemplo visto na pobre realidade das mulheres nas Filipinas, Camboja, Bangladesh e Taiwan – que já não são mais um tabu, proibidos de serem mencionados, mesmo que ainda seja uma realidade totalmente desconhecida para muitas mulheres.

findinghome 1

Divulgue para suas amigas, colegas de trabalho, familiares, primas, irmãs e todas aquelas que sua intuição pedir! Já que hoje ainda não temos leis 100% eficazes, que funcionem e protejam a mulher naquilo que ela possui de mais sagrado, que possamos proteger e guardar a nós mesmas, como responsáveis e guardiãs da Vida! 😉

  • THE HUNTING GROUNDS (Para assinantes, o documentário está na Netflix) 2015 – aborda a crescente onda de estupros e ataques sexuais velados nas universidades dos EUA e a emocionante história de estudantes que se rebelaram contra o sistema para vencer e ajudar outras na mesma situação.
  • FINDING HOME (Documentário Netflix 2014) – uma história de abusos e tráfico sexual de crianças, meninas e adolescentes de Camboja. Uma profunda, emocionante e linda jornada de superação de todas que conseguiram se curar dos traumas sofridos através do auxílio da Rapha House, uma organização sem fins lucrativos que objetiva combater o tráfico e a escravidão sexual de crianças e adolescentes. O programa e a política de resgate dessas mulheres é absolutamente louvável e encantador! Saiba mais sobre o documentário e o programa da Rapha House aqui: Rapha House Site
  • TRICKET (Documentário Netflix 2013) – conta a história de uma vítima de escravidão sexual e sua luta para ajudar na libertação de outras mulheres. A estarrecedora visão sobre a indústria bilionária de tráfico sexual de pessoas nos EUA.
  • BRAVE MISS WORLD (Documentário Netflix 2013) – a profunda história da Miss Israel que parou o mundo, sua luta para vencer o trauma de ter sido vítima de estupro e o auxílio a inúmeras outras mulheres a derrubarem o tabu.
  • HOT GIRLS WANTED (Documentário Netflix 2015) – Apresentado no Festival Sundance de Cinema de 2015, investiga a indústria pornô amadora e a consequente história das mulheres exploradas sexualmente.
  • THE HUMAN EXPERIMENT (O EXPERIMENTO HUMANO) – Documentário 2013): uma abordagem sobre os produtos tóxicos ao longo da história da sociedade e as consequências irreversíveis na saúde e realidade de muitas mulheres, abordando temas como ovários policísticos, câncer de mama, autismo, disfunções de formação fetal na gravidez, intoxicação por cosméticos e produtos de higiene pessoal/ casa.
  • LOVELACE (Netflix 2013) – Filme biográfico que conta a vida, a ascensão e a queda da primeira atriz da indústria pornográfica Linda Boreman da década de 70, conhecida artisticamente como Linda Lovelace. Longe de ser qualquer filme pornô dos tempos atuais, retrata uma época de inocência, onde os filmes pornográficos eram vistos no cinema e as estrelas do gênero tinham cara de pessoas comuns. Mostra a jornada de superação de uma mulher que sofreu abusos e violência pelo marido e no meio em que atuou, história que virou livro escrito e trazido a público pela própria atriz.
  • JÉSSICA JONES (Netflix 2015) – Websérie americana criada para a Netflix, com a 1ª Temporada lançada em 2015, conta a história de Jéssica que tenta reconstruir sua vida como uma detetive particular, mostrando a realidade de um mulher “particionada” emocionalmente e sua luta para curar-se de um trauma, procurando o equilíbrio enquanto auxilia outras pessoas a vencer seus próprios dilemas.
  • MR. ROBOT (Série de TV 2015/ 2016) – algumas personagens na Série – interpretadas como Darlene, Angela, Krista e Shayla – retratam o feminino corrompido em várias classes sociais, em especial na 1ª Temporada.
  • LUCY (Filme de ação e ficção científica – 2014) – relata a realidade de uma mulher que aceita transportar drogas em seu estômago sem saber dos riscos e consequências que corre. Independente da ficção, uma mensagem que trata da realidade existente no mundo do tráfico de drogas mas, de forma ainda mais profunda, fica a reflexão: como nosso despertar influencia no Todo e as mudanças e transformações do Todo influenciam em nossa vida e jornada evolutiva? Leia mais aqui: Transmutando o passado, transcendendo o presente, tocando o futuro no tempo do coração!

Mais informações sobre como auxiliar, denunciar e ter conhecimento sobre as políticas e organizações envolvidas no combate ao tráfico de pessoas, abusos e violência, onde mais de 90% são crianças e mulheres, acesse o site do Ministério das Relações Exteriores: Organizações e serviços de assistência no Brasil. Cartilhas informativas sobre o assunto e os direitos reservados por lei às vítimas também são disponibilizadas gratuitamente no site, conforme seguem: Proteção à mulherProteção à Criança e ao AdolescenteTráfico de pessoas. Informação é Luz! Que sejamos semeadores de Luz e Amor neste planeta, promovendo e nutrindo as políticas de assistência, preservação e proteção da Vida em todos os níveis existenciais.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s