Solstício de Inverno: momento para silenciar, enraizar e preparar o nascimento de novas sementes na primavera!

Inverno_neve_pôr-do-sol

Neste dia 21 de Junho, teve início o Solstício de Inverno para o hemisfério Sul – Solstício de Verão para o hemisfério Norte – marcando a noite mais longa do ano.

No Xamanismo, este período representa enraizamento, renovação e sabedoria. O inverno chega para renovar as esperanças, trazer novas promessas de realização para o futuro. O vento frio vem para purificar e limpar a Terra, e sendo este regido pelo elemento Ar, purificando também nosso mental: pensamentos, ideias e objetivos. É um momento de purificação que aguarda o renascimento na primavera.

No inverno, tudo parece estar meio adormecido, congelado, mas, na verdade, grandes crescimentos estão ocorrendo. As sementes que estavam dentro da Terra começam a enraizar. O crescimento é para dentro. Esse crescimento interior, essas raízes é que permitirão à planta desabrochar na primavera, uma etapa necessária que faz parte do processo evolutivo de toda a Criação.

Esse convite para dentro também incide sobre nós: somos convidados a mergulhar nas nossas raízes, a desacelerar, a reduzir a velocidade, a exercitar o silêncio interior e a aprendermos a entrar na escuridão e quietude dos nossos sonhos. Nossos corpos não se movimentam tanto e, assim, vamos buscando a sabedoria e o calor do espírito para trazê-los para dentro de nós.

Aproveitamos para compartilhar mais em nossas casas as nossas experiências, aprendizados e sabedoria, assim como nos antigos wigwan’s dos índios norte-americanos – estrutura em forma de cone ou oca construída com recursos e mantimentos para a passagem do inverno – avaliamos também nossas realizações e propósitos, praticamos a paciência e nos preparamos para as mortes e renascimentos no caminho.

Com o inverno, chega a noite mais longa do ano e, com ela, o início de um período de “regeneração” da terra, que contém em si a semente da luz, proporcionando um grande momento para vislumbrar o futuro, ativar as sementes de novos planos e prepará-las para o nascimento. O poder do inverno é o da aceitação da morte, do que precisa morrer, do que está morrendo e que não serve mais ou ainda do que precisa ser desapegado. É a energia que nos faz buscar o calor de nossos corações e a compaixão.

Em algumas culturas, os Ventos do Inverno são personificados pelos “Deuses do Gelo”, que tem o poder para transformar água em gelo e imprimir nas pedras cristais com a temperatura de seu sopro. Isso significa que a energia do inverno tem uma força interna e poder para mudar fluidos em sólidos, para conduzir situações incertas a ajustes permanentes. Não é fria, na prática, mas quente, com compaixão para permitir fluir suas emoções mais livremente, e assim o desenvolvimento espiritual não fica congelado.

Esta estação do ano também representa os buscadores de conhecimentos, sejam os que habitam através da nossa sabedoria ancestral, que nos oferecem novas visões da humanidade, sejam os sábios e anciões que serviram-nos de inspiração através dos tempos. Celebra a alegria de pertencer, o valor do vínculo familiar e dos relacionamentos. Marca um tempo para fazer ajustes, da purificação da intenção, a preparação da chegada da primavera e a transição para um novo ciclo de atividades da Roda do Ano.

Para alguns nativos americanos o “Animal Totêmico” do inverno é o Búfalo Branco. No período do inverno, o Búfalo Branco solta uma grande quantidade de fumaça branca, simbolizando a fumaça do Cachimbo Sagrado, instrumento de preces e de ação de graças. É através da fumaça do cachimbo que eles enviam suas preces ao Grande Espírito. Essa fumaça, aplicada à realidade humana representa a energia que traz a clareza e o discernimento dos nosso pensamentos e propósito. Assim, é um momento sagrado que nos oferece a energia para revermos tudo aquilo que aprendemos até aqui, para incorporar os conhecimentos da nossa Consciência Superior e entender melhor nosso propósito material e divino. Momento para melhor escutar, compreender e integrar palavras, pensamentos e atos.

Segundo os ensinamentos da Roda Sagrada dos índios norte-americanos, existem três portais dos caminhos espirituais do inverno, um conjunto de práticas de virtudes que influenciam nosso corpo, mente, emoções e espírito:

  • Limpeza

No nível físico, esta limpeza significa desintoxicar o corpo. Adotar práticas saudáveis para manter o corpo mais purificado fisicamente, desde a alimentação saudável até a utilização de praticas de limpeza corpórea: banhos de ervas, esfoliações da pele para retirada de células mortas, massagens terapêuticas, escalda-pés com ervas e óleos essenciais, beber água energizada com cristais, fazer uso de chás desintoxicantes, entre outros métodos de desintoxicação. No nível mental, serve para livrar-se de velhas ideias, padrões repetitivos ou limitantes de poensamento. Limpar a mente de preconceitos, bloqueios, formas de pensamento inadequadas, negativas, pessimistas. No nível emocional, auxilia a trabalhar emoções que estão bloqueadas e a permitir a abertura dos sentimentos das pessoas; limpar nossos lixos/ bloqueios emocionais. No nível espiritual, fortalece o conceito do que é Sagrado, para limpar conceitos obsoletos, situações do passado que já não servem mais e para queimar as máscaras atrás da qual se escondem problemas e impurezas.

  • Renovação

O corpo físico recebe a energia para melhorar a saúde, colocar-se em boa forma e restabeler o equilíbrio energético. No nível mental, inspira a ter atitudes mentais saudáveis, para ter novas ideias ou reestruturar as antigas. No nível emocional, inspira a auto-estima, o auto-amor. No nível espiritual, facilita a conexão com a base de nossas crenças espirituais, a formular nossas próprias cerimônias e momentos de silêncio para focalizar a espiritualidade. Renova nossa crença na gratidão e bondade de toda a vida. Estimula as habilidades psíquicas e proféticas e lembranças de outras vidas.

  • Pureza

No corpo físico, procurar por alimentos mais puros a nível de energia, orgânicos, naturais e integrais. Realizar exercícios que envolvam a respiração consciente e meditativa para oxigenar. Ter atitudes saudáveis que possibilitem a purificação do corpo com harmonia e gentileza. No mental, é olhar para o mundo com os olhos de uma criança. Livrar-se dos preconceitos, julgamentos, intrigas e críticas destrutivas. No nível emocional, é praticar a honestidade, a espontaneidade, a receptividade, a integridade, buscar o equilíbrio interior e a auto-realização. No espiritual, é nosso encontro com o Eu Superior, com a alma. Buscar a nossa Essência Divina e confiar no universo.

Portanto, gratidão a este momento que o universo nos presenteia e que nos chama ao recolhimento, ao silêncio, ao interior das nossas raízes e sabedoria ancestral, pois só cabe a nós torná-lo sagrado! 😉

(Informações complementares ao texto com base em conhecimentos do Xamanismo Ancestral e nas obras: Celebrando os Solstícios – Richard Heinberg, Tempos Sagrados – William Bloom)

 

Anúncios

Sobre Wohali Terapias

Educação Terapêutica Integrada

Publicado em 21 de junho de 2016, em Artigos, Xamanismo. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: