Transmutando o passado, transcendendo o presente, tocando o futuro no tempo do coração!

portal do coração

O envolvimento emocional à dor alheia, ao drama alheio ou àquele existente nos relacionamentos em geral, neste momento da jornada de evolução de cada um, ainda representa a resistência da memória celular que contém a programação antiga de falta, de medo, de vazio, de sacrifício, perante o renascimento de uma programação que estamos despertando através da conexão com nosso Self de quarta e quinta dimensão, que prima pela abundância, pela confiança sagrada, pela plenitude existencial, pelo sacro-ofício através da frequência do Amor!

As células resistem fortemente para manter a programação que foi incutida no passado, por gerações e gerações, como sendo a fórmula “correta e perfeita” para manter e perpetuar a vida. Entretanto, os véus da terceira dimensão estão sendo levantados e muitas verdades estão sendo reveladas, verdades que não representam, muitas vezes, aquilo que nos foi ensinado através de crenças, tabus, ideologias, padrões de pensamento ou comportamento, mas verdades existenciais que sentimos em nosso coração e que seguimos fielmente porque nos sentimos alegres, plenos, amorosos, solidários, gratos pelo propósito que desempenhamos neste momento do planeta, que nos impele a criar, construir e expressar o que vai na alma e espalhar essas sementes de Luz e Amor ao nosso redor, desejando e intencionando o Bem para todos os envolvidos. Isso porque quando estamos em comunhão às forças da Criação, da Natureza, do nosso Self, de nossa Família de Luz, tudo o que é criado por nós simplesmente flui e é irradiado a tudo e todos que estiverem em sintonia ou em conexão de alma e coração conosco.

Nesse processo de expansão e ascensão, tanto nossa quanto de Gaia, aquilo que estamos pensando e desejando hoje se reflete e retorna rapidamente para nós, materializando-se de diversas formas. Portanto, apresentar resistência à qualquer mudança agora é semelhante a se fazer contratos com conflitos, dor e sofrimento. Nosso papel agora é abraçar as mudanças que já estamos há tempo esperando que viessem e transmutar essas programações “vazias” de significado através da expansão do portal de Luz do nosso coração. Necessitamos levar, conscientemente, a Luz de nossa essência divina para todas as células de nosso corpo, dando um novo comando a elas, para que novas células possam nascer, preenchidas com as verdades e propósito de nossa alma, com as novas programações constantes na estrutura cristalina que perfaz nosso DNA, que contém os pré-acordos que realizamos antes de encarnar e que nos mantém nos trilhos do nosso destino espiritual. Portanto, assim como este é um momento de transformação, de transmutação e libertação, também é um momento de entrega, de fluidez, de paciência e tolerância para que possamos subir mais um degrau sem resistir às transformações que nos propusemos a realizar em nós, em nossas vidas, servindo de ferramentas para mostrar o caminho a tantos outros que nos procurarão e que apenas estarão iniciando o processo que já começamos.

Nessa reflexão, para aqueles que ainda necessitam de uma maior compreensão quanto à mudança dimensional que ocorre em nós e no planeta, diante de tantos questionamentos como: de que forma podemos transmutar e reprogramar nossas células? O que significa sermos chamados de seres multidimensionais e como podemos existir em mais de uma dimensão ao mesmo tempo? Como o passado, o presente e o futuro podem estar co-existindo no mesmo instante em que começamos a recordar quem somos, de onde viemos e qual o nosso propósito na Terra? Como nosso despertar influencia no Todo e as mudanças e transformações do Todo influenciam em nossa vida e jornada evolutiva? Como despertar a consciência para outras partes do meu cérebro, de minha mente e de meu corpo para promover minha autocura em todos os aspectos? Se uma mulher grávida, a partir do 6º mês de gravidez, pode produzir uma substância responsável pela formação corpórea do bebê, quais substâncias ainda desconheço e que meu corpo é capaz de produzir para se autocurar? Se alguém pudesse usar 100% de sua capacidade cerebral, como seria sua existência? Nenhuma dessas perguntas é utópica ou está longe de ser explicada, pois a ciência, metafísica, física quântica e outras áreas de conhecimento já possuem explicações para elas e é disso que se tratam os filmes em questão que, com grande maestria e totalmente sintonizados com o processo evolutivo do ser humano e do planeta, surgiram neste exato período de despertar coletivo!

Assim, deixo a dica de duas obras cinematográficas maravilhosas, inteligentes e sagazes: “LUCY” e “Interestelar”. Ambos mesclam ciência e espiritualidade e mostram que um não está dissociado do outro, apenas sendo peças complementares no quebra-cabeças do grande Criador para que possamos compreender os processos evolutivos das células, do corpo, das espécies, da natureza, dos planetas, dos sistemas solares, das estrelas, do universo, assim como um microcosmo influencia no macrocosmo e vice-versa. Com certeza, muitos terão inúmeras perguntas sem resposta, mas acredito que assim ainda é necessário apenas para que possamos encontrar as respostas a partir das nossas próprias “verdades interiores”, compreendendo que nenhuma verdade pode ficar escondida por muito tempo! Então, Bon Voyage pelo universo da sua alma! 😉

LUCY_poster sem nomes Interestelar_poster 1

 

 

Anúncios

Sobre Wohali Terapias

Educação Terapêutica Integrada

Publicado em 28 de janeiro de 2015, em Artigos, Filmes, Vídeos e Documentários. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: