Artigos

Abra-se para o Novo! O universo conspira a seu favor!

universo_olho de Deus

Mais uma mensagem fabulosa de Karen Bishop sobre o que se passa no planeta Terra neste momento da humanidade. Novamente, muitos poderão se identificar com essas palavras, por isso, transcrevo o texto na íntegra. Muitos poderão estar passando pelos mesmos processos, pois estamos todos no mesmo barco, na mesma casa chamada Terra! Que cada um, no seu devido tempo e processo de ascensão, possa ter a clareza mental para compreender e discernir a necessidade de mudança, em primeiro lugar, dentro de si, para que o que estiver ao redor responda e sintonize, e mesmo que hajam sintomas desconfortantes, possamos nos regozijar, não escondendo-os, mas sentido-os e nos lembrando que nenhuma mudança vem com calmaria! Então, se a nossa vida hoje está sendo remexida, se estamos nos sentindo “batidos no liquidificador” ou “empurrados” para algo ou lugar que não sabemos como é e o que vamos fazer depois disso, estamos no caminho certo! Este caminho chama-se: movimento! Prosperidade é energia em movimento, pois tudo no universo é impermanência! O tempo de acomodar-se acabou! Este é o momento de movimentar e concretizar tudo o que esperava ser criado, tudo o que esperava nascer, crescer e evoluir! Então, mãos à obra! Energia da Criação é energia em movimento!

À medida que nos aproximamos da conclusão do alinhamento planetário da Grande Cruz Cardinal, é agora que podemos aguardar algo muito novo. Estamos entrando em uma fase muito nova e esta fase, ou melhor, o novo tipo de realidade, cria cenários e propósitos diferentes para muitos de nós.

Recapitulando: 2012 anunciou o final do velho mundo, mas a fim de criar o mundo (ou realidade) muito novo (a), tivemos que passar por grandes limpezas, como parte de nossa entrada no processo de criar uma grade muito nova. 

Porque não fomos bem sucedidos em nossa tentativa de atravessar para uma nova grade de vibração mais elevada como parte do todo em 2010 (e, então, acolheríamos outros quando eles estivessem preparados), desta vez foi decidido que levaríamos todo o planeta para uma nova grade como um todo.

A fim de criarmos esta nova grade que teria uma vibração muito mais elevada, criamos um portal e um caminho temporário para chegarmos lá, um degrau de cada vez. Elevaríamos a vibração, passaríamos por limpezas para nos igualarmos a ela e então subiríamos para um degrau muito novo.

Assim, durante todo o ano de 2012, estivemos passando por grandes limpezas, a fim de alcançarmos o espaço onde poderíamos alcançar o primeiro degrau! Este foi o processo do final do velho…

Na maior parte de 2013, estivemos subindo os degraus da escada, enquanto eles eram continuamente criados. Isto continuou por algum tempo. Porque estávamos residindo em degraus temporários que eram muito pequenos (e temporários!), fomos basicamente proibidos de criar algo novo. Isto apenas iria impedir a nossa contínua subida no processo.

Eventualmente, alcançamos um ponto de equilíbrio, ou seja, um novo espaço (o equinócio de 2013), e a partir daí, começamos a nos fortalecer, mas desta vez em uma base muito nova, com uma vibração muito mais elevada.

Durante 2014, estivemos fortalecendo e ancorando nossos novos espaços na hierarquia, enquanto estávamos todos sendo organizados. Sob este aspecto, novas hierarquias foram formadas, as quais envolviam camadas de frequência vibracional que, então, existiriam umas sobre as outras.

Foi vitalmente importante que os degraus inferiores fossem organizados muito firmemente, pois estes são imperativos para sustentar o todo. Isto é o que não ocorreu em 2010 (apenas alguns estiveram mantendo a frequência dos degraus superiores e não havia nada abaixo deles, pois aqueles que residiam embaixo não estavam mantendo a sua própria frequência, mas estavam recebendo a energia e a frequência dos degraus superiores).

Por causa disto, aqueles que residiam nos degraus inferiores receberam muitas oportunidades novas e grandes apoios, a fim de assegurar que eles fossem sólidos e auto-suficientes desta vez. Para aqueles que estiveram nos degraus de vibração mais elevada por algum tempo, estas almas precisaram se manter afastadas para dar aos outros uma oportunidade, e, além disto, estas almas seriam as últimas a se conectarem plenamente com o novo.

Durante 2013 e 2014, todos passaram por algumas limpezas ou alinhamentos que ocorreram em uma base regular. Ninguém foi omitido. Com o advento do equinócio do Outono, em Março de 2014, todos nós passamos por um novo portal e para uma maior expansão da grade e da realidade.

Mas, então, começamos a nos preparar para o impulso criado pela Grande Cruz Cardinal, pois agora era o momento. Energias ainda mais intensas e mais pressão estiveram presentes. 

Agora já estamos deixando o portal da Grande Cruz. Este evento foi, é claro, de grande magnitude e serviu para anunciar um início inteiramente novo para o todo, pois a nova grade está agora basicamente organizada. Todos a atravessaram.

Esta travessia começou com um eclipse lunar em 15 de Abril, que serviu para nos dar a oportunidade de examinarmos o nosso lado sombra e liberarmos o que não fosse necessário ou que não estivesse em alinhamento com o que estava do outro lado (que é, basicamente, o amor, a unidade, e todas as coisas que imaginamos que deva ser uma realidade de vibração mais elevada).

Então, atravessamos e nos foi dada a oportunidade de desprendermos ou deixarmos ir qualquer coisa que não mais nos servisse. Qualquer coisa a que estivéssemos nos apegando poderia agora partir, pois estávamos preparados para entrar em um novo limiar. Após o período de liberação, estávamos então mais equilibrados para que o novo chegasse.

Em poucas palavras, aqui está o que está acontecendo agora: Tivemos que deixar ir, basicamente, qualquer coisa imaginável, a fim de ficarmos livres e limpos para nos ligarmos a algo muito novo e diferente.

(Quase todos absorveram as energias e “problemas” dos outros, durante esta vida atual. Fizemos isto a fim de criarmos a vibração do todo. Nascemos nesta vida livres e limpos (a maior parte são velhas almas e estiveram nisto por muito tempo) e estamos agora sendo solicitados a sermos livres e limpos novamente. Assim, por vários meses, houve um tempo para que devolvêssemos estas energias a quem elas pertenciam. O tempo terminou. Não precisamos agora eliminá-las de nós mesmos, mas, simplesmente, precisamos devolvê-las com gratidão e amor.)

Para alguns, ser livre significou deixar uma velha rotina e se preparar para chegar a uma nova. Para outros, eles se prepararam por tanto tempo, que, literalmente, nada restou… nem mesmo um lar físico para chamar de seu.

Precisamos agora nos conectar com algo muito diferente e este algo é Deus (alguns simplesmente preferem chamar a esta nova conexão de amor). Estaremos nos conectando agora com algo novamente… nossos estados de limbo ou este grande vazio que muitos de nós experienciamos por tanto tempo serão agora preenchidos com a Presença de Deus.

Assim, então, deixamos ir muito, deixamos a velha realidade e estivemos no limbo ou no espaço intermediário enquanto a nova grade estava sendo organizada, e agora… estamos preparados para nos ligarmos novamente… à energia desta próxima realidade, desta próxima experiência, desta próxima vida e deste próximo tudo que tem uma marca muito distinta de ter Deus no centro de tudo isto.

E esta marca é muito consciente. O Amor e Deus serão introduzidos e amplamente aceitos e abertamente reconhecidos. É isto que será preferido e aceito, o que tornará tudo viável e o que nos trará ao alinhamento com grande alegria.

À medida que começamos a nos conectarmos mais plenamente (e esta fase ainda tem um eclipse solar que deverá chegar em 28 de Abril, o que irá ajudar a anunciar um início muito novo), nós começaremos a nos tornar mais fortes também.

Crises de raiva extrema, períodos de nervosismo e de falta de paciência, frustrações, sentimentos de ser retido, com um forte desejo de fugir, fortes sentimentos de: “E quanto a mim?”, para as almas mais velhas, são experiências típicas ultimamente, além de um intenso sentimento de estranheza, sem explicação lógica.

Assim, todo este amor pode não estar presente como poderíamos esperar, ainda que grande alegria, felicidade e nova unidade estejam espreitando e se tornando conhecidas. Ainda que tivéssemos que deixar ir muitas coisas e cortado os laços com alguns.

Embora nos encontremos em novas rotinas, em muitos casos retornaremos às mesmas novamente, mas retornaremos de forma diferente.

Nossos relacionamentos com quem quer que seja e de qualquer tipo, será diferente agora, pois eles terão o amor e Deus em sua essência, pois agora estaremos conectados com uma realidade muito nova e nisto, nossas novas vidas e conexões serão recriadas de uma maneira muito nova, quando recomeçarmos a viver novamente.

Este tem sido um processo de morte muito longo, mas necessário!

Para muitos de nós, nosso novo propósito será semelhante ao que sempre tivemos, mas agora teremos um novo tema predominante, o que envolverá a conexão com Deus, pois é onde estamos agora residindo. E para outros, um espaço inteiramente novo, muito mais elevado na hierarquia, trará todas as coisas novas.

Muitos estão absolutamente exaustos neste ponto. Tivemos que morrer novamente e novamente, a fim de renascermos de novo e quanto mais tempo estivermos nisto, seguindo com o processo, mais esgotados nos tornamos. O processo de ascensão é continuamente refinado, de acordo a como as almas do planeta estiverem respondendo. E nisto, ele pode se tornar mais do que um pouco enfadonho e tedioso.

Um período de rejuvenescimento é requerido aqui. Quanto mais nos conectarmos com os nossos novos espaços, ao que agora nos traz alegria, ao que nos faz sentir bem, não importa se isto não faça sentido, então mais estaremos em alinhamento com o novo. Muitos estão preparados para um período de descanso e de recuperação.

Se pudermos continuar a relaxar com o processo e permitirmos que ele nos leve onde precisamos ir, liberando todos os remos, ou na melhor das hipóteses, uma tentativa de remar um barco que não tenha nenhum, e permitirmos que esta nova Presença de Deus comece a nos preencher, nossa jornada será mais suave.

Nós não encontramos o nosso próprio centro. Ele nos encontra. Nossa própria mente não será capaz de imaginá-lo.” – Richard Rohr

As coisas deveriam agora começar a se tornar um pouco mais fáceis. O pior está atrás de nós.

Concluímos a fase de criação da nova grade, estamos agora colocadas sobre ela, como um todo passamos por um grande alinhamento planetário designado para ajudar a introduzir uma nova realidade, e agora… enquanto começamos a nos conectar mais plenamente, começaremos também a nos fortalecermos, pois não mais estaremos residindo em um espaço intermediário. Nisto, podemos expirar, ainda que apenas por um pouco.

(Mensagem de Karen Bishop – 23 de Abril/2014)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s