OS PERIGOS DOS ALUMÍNIO: como prevenir através do esclarecimento

aluminio-1panelas alumínio

“Absorver qualquer quantidade de alumínio é prejudicial. Mas a maneira como entra no seu corpo faz a diferença. Alumínio entra no seu corpo quando você respira, come ou bebe. Mas, dessa forma, só uma fração é absorvida, porque os seus pulmões, estômago e rins trabalham em conjunto para eliminar mais de 95% do alumínio ingerido. Entretanto, alumínio aplicado sobre a pele ou mesmo ingerido em excesso, pode alcançar níveis tóxicos…” 

As pesquisas médicas mostram, de forma cada vez mais precisa, o papel do alumínio como fator que desencadeia doenças auto-imunes ou como fator que acelera a degeneração do sistema nervoso (Alzheimer).

Decidi trazer o assunto à tona tendo em vista a experiência com o tratamento de alguns pacientes intoxicados pelo metal, os quais desenvolveram casos crônicos de problemas intestinais, como a síndrome do intestino irritável ou agravamento de hemorroidas, inchaço abdominal e má digestão, problemas de pele, dores nas articulações e musculaturas, queda de cabelo, perda de peso, cansaço, entre outros sintomas.

Nesses casos, realizo um diagnóstico a partir de alguns fatores, entre eles, um exame de Nutrograma por Biorressonância, a fim de verificar a quantidade de metais pesados no sangue. A partir dessa avaliação, em análise aos índices de vitaminas e minerais, propõem-se a desintoxicação através de tratamento homeopático, fitoterápicos, reeducação alimentar, ingestão de lactobacilos específicos, polivitamínicos com o objetivo de “remineralizar” o organismo para que o excesso de metais pesados possa ser expelido, assim como a exclusão de produtos e utensílios que contenham alumínio e que estejam sendo utilizados na rotina diária, substituindo-os por outras opções de fácil acesso.

Nos rótulos das embalagens o alumínio está intitulado como alumina ou aluminum. Atualmente, encontramos o alumínio nos seguintes produtos relacionados:

  • Pasta de dentes
  • Desodorante antitranspirante rol-on
  • Cosméticos (blush, sombra de olhos, batom, base, pó compacto, rímel, delineador de olhos, lápis de olhos e boca, hidratante para o corpo e rosto, entre outros…)
  • Esmaltes
  • Sabonetes líquidos e em barra
  • Medicamentos: em antiácidos, em cerca de 25 vacinas, em certos produtos de dessensibilização (no caso de alergia);
  • Utensílios de cozinha: panelas, frigideiras, formas de bolo e pão, talheres, etc … pois passam alumínio para os alimentos cozidos. Há também o risco de engolir alumínio ao raspar o fundo desses recipientes;
  • Embalagens de alimentos: latas de bebidas são perigosas se o produto for ácido (suco de frutas, refrigerantes…); papel de alumínio (evitar cozinhar peixe no forno, embrulhado nessas folhas, com suco de limão); embalagens “tetrapack” que, às vezes, pode conter alumínio em contato com o líquido;
  • Aditivos alimentares: anticoagulantes, endurecedores, fermentantes, emulsificantes, colorantes, acidulantes… Alguns são solúveis e podem atravessar a parede intestinal: E 520, 521,522, 523 e 541;
  • Água potável: produtos utilizados no tratamento da água contêm alumínio e, às vezes, a água da torneira também pode conter o metal.

A absorção excessiva de alumínio causa fibralgias (dores musculares generalizadas) e cansaço crônico. Geralmente isso aparece após os 40 anos, mas um número cada vez maior de jovens está sendo afetado. O excesso de alumínio no organismo também pode provocar: miofascite macrofágica, esclerose lateral amniotrófica, esclerose múltipla, poliartritre reumatóide, o mal de Parkinson, o mal de Alzheimer.

Em contrapartida, o mercado já nos possibilita consumir produtos que não contenham alumínio, basta estarmos atentos e lermos os rótulos das embalagens, ou ainda, optar por produtos orgânicos, inspecionados pela Ecocert ou Brasil Orgânico. Seguem algumas dicas em substituição à lista citada acima:

  • Pasta de dentes: Colgate Tripla-ação ou de Aloe Vera (Forever Living) e de marcas como Weleda
  • Desodorante rol-on: caseiros ou das marcar orgânicas abaixo: Biotherm, L’Occitane, entre outras já existentes no mercado.

DESODORANTES SEM ALUMÍNIO

  • Cosméticos, Sabonetes líquidos e em barra: Optar por produtos orgânicos ou receitados em farmácias de manipulação; algumas linhas da marca Panvel, Weleda, Natura Ekos também não contém o metal. Quanto aos sabonetes, em lojas de produtos naturais você pode encontrar os que são feitos artesanalmente, com ervas, óleos essenciais, óleos vegetais naturais de coco, babaçu, palma, macadâmia, entre outros.
  • Esmaltes: Risqué e Impala
  • Medicamentos: Preferir produtos antialérgicos naturais, que fortaleçam e estimulem o sistema imunológico como o Própolis (extrato de própolis concentrado ou Própolis Verde – provindo do Alecrim), a Apitoxina, o Pólen, a Geléia Real e derivados: Marca Veromed.
  • Utensílios de cozinha: Utilizar panelas de inox, ágata ou louça, utensílios de vidro e inox.
  • Embalagens de alimentos: Optar por sucos em garrafas de vidro, embalagens recicláveis e orgânicas, evitando alimentos e sucos também enlatados.
  • Aditivos alimentares: Procurar ler o rótulo das embalagens, preferindo aqueles que não contenham esses aditivos, geralmente acrescentados para conservar por mais tempo, dar mais sabor, tornar o alimento mais palatável, colorido e crocante artificialmente. Costumam causar alergias e, à longo prazo, podem ser cancerígenos. Hoje, pela demanda e desejo dos consumidores em ter uma vida mais saudável, as indústrias estão se adaptando e passando a usar, em alguns produtos, conservantes e colorantes naturais.
  • Água potável: Procure ingerir água mineral ou filtrada a partir de carvão vegetal, tanto para o cozimento de alimentos ou preparo de bebidas como chimarrão, café, chá, sucos, vitaminas, utilizando a água de torneira para outros fins que não sejam a ingestão diária.

E aqui, algumas opções para o preparo de desodorante caseiro, com bons resultados. Importante salientar que, para aqueles que transpiram muito, o tempo de atuação de um desodorante caseiro pode ser pequeno, devendo ser aplicado mais vezes ao dia, após a higiene das axilas.

Bicarbonato de sódio e água:

Misture a metade de uma colher de chá de bicarbonato de sódio com um pouco de água e aplique na área das axilas.

O bicarbonato de sódio pode neutralizar as bactérias que causam odor.
Uma aplicação pode durar até 24 horas. Segundo pesquisas, este método foi comprovado no calor do nordeste brasileiro.

Leite de magnésia com óleos essenciais:

Proporcionará proteção graças à ação purificante dos óleos essenciais.

Tente encontrar aqueles que são feitos à base de óleos essenciais naturais de plantas, podendo também pode fazê-los em casa.

Basta misturar de 8 a 10 gts do seu óleo essencial favorito (preferência à lavanda, alfazema e palmarosa, para evitar irritação das mucosas) em um frasco de desodorante rol-on vazio, acrescentando o leite de magnésia. Fechar o recipiente misturando bem o óleo sempre antes de usar. Pode ser usado também após a depilação.

Outra opção: álcool de cereais com óleos essenciais

Misturar de 8 a 10 gts do seu óleo essencial favorito e acrescentar o álcool, colocando a mistura em um frasco de perfume de mais ou menos 110ml, e usá-lo como um spray.
Se desejar, pode usar mais de um óleo essencial na mesma fórmula.

Alguns dos mais populares antitranspirantes naturais no mercado também usam cera de abelha derretida e manteiga de cacau nos produtos tipo stick. Estes são suaves sobre a pele e podem mascarar o odor do corpo durante um dia inteiro. No Brasil, o mercado vem crescendo quanto aos produtos orgânicos e naturais, mas ainda assim, em outros países, a variedade é maior e o preço mais acessível, mas nada que não possa ser solucionado com um pouco de paciência e pró-atividade! Ficam as dicas! Informação é luz, consciência e despertar!

Luciane Strähuber (Terapia Holística) 

Informação adicional: Union Fédérale des Consommateurs, Mont-de-Marsan, França.

Anúncios

Sobre Wohali Terapias

Educação Terapêutica Integrada

Publicado em 17 de setembro de 2013, em Orgânicos: Produtos e Alimentação, Terapias Integrativas. Adicione o link aos favoritos. 29 Comentários.

  1. Muito bom este artigo! Vim esclarecer uma dúvida, e saí rica de informações.
    Grata!

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá! Boa Noite!

      Ficamos felizes em poder receber feedbacks como este, assim sabemos que estamos cumprindo com a disseminação do conhecimento a todos aqueles que buscam por informação com verdade!

      Um grande abraço e ótima semana! 😉

      Curtir

  2. Muita Luz para nós! 👌

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá, fiz um exame recentemente e deu 13mcg de alumínio no sangue, quem passou o exame foi a dermatologista, ela disse que é grave, mas não deixou claro o que devo fazer, fiquei assustada, vou tentar retirar o aluminio do meu dia a dia, de acordo com as dicas que li aqui, porém qual tratamento devo fazer, preciso procurar outro profissional? Obrigada

    Curtir

    • Boa Noite, Ana!

      Tudo bem?

      Temos recebido muitos comentários solicitando um encaminhamento mais profundo com relação à intoxicação por alumínio e, por esta razão, estaremos divulgando um artigo com os caminhos de desintoxicação para resolver casos como os seus. O importante é se tranquilizar, pois tem solução, mesmo que o nível do alumínio no seu sangue esteja acima do previsto.

      Respondendo sua pergunta, recomendo que busque realizar um tratamento com um Homeopata, que pode avaliar mais a fundo o seu caso, pois não basta apenas retirar os utensílios de alumínio da rotina.

      Junto a isso, converse com este profissional para prescrever a você um exame chamado Nutrograma e Mineralograma por Biorresonância, a fim de avaliar quais as taxas de minerais que precisam ser repostos em seu corpo após o processo de desintoxicação. Isso porque quando intoxicados, muitos minerais que nosso corpo deveria assimilar não são absorvidos.

      Esse exame também pode ser prescrito por um Nutrólogo (atuação diferente do Nutricionista), auxiliando você a avaliar as deficiências de minerais/ vitaminas e indicar a melhor forma de reposição.

      Assim, esperamos ter auxiliado. Qualquer novo esclarecimento, ficamos à disposição!

      Um grande abraço e ótima semana! 😉

      Curtir

  4. Meu cabelo começou a cair, fiz exame e deu alumínio no sangue. Desde então minha vida mudou. Quase entrei em depressão chorava noite e dia. Até fui fazer um tratamento com 30 agulhadas na cabeça, chamada mesoterapia capilar, aliviou mais não tomei nada pra desintoxicar o sangue, agora voltou, o cabelo está caindo do mesmo jeito. Eu não quero mais fazer a mesoterapia capilar, porque eu fico em estado de choque e não sei o que tomar me ajude.

    Curtir

    • Boa Noite, Elieude!

      Tudo bem?
      Conheço a mesoterapia, mas é necessária também a desintoxicação a nível físico para você ter um resultado mais efetivo.
      Cabe mencionar aqui que é necessário deixar de usar todos os utensílios de alumínio e, da mesma forma, evitar embalagens e produtos que contenham alumínio em sua composição. Dessa maneira, você estará trabalhando com a medicina de prevenção para que o tratamento de desintoxicação seja eficaz.
      Para tanto, sugiro que você busque orientação através de um médico Homeopata ou Nutrólogo, uma forma eficaz de se tratar muitos casos de intoxicação por alumínio.
      Junto a isso, recomendo a você um exame de Nutrograma por Biorressonância: mineralograma e metais pesados, que o Homeopata ou Nutrólogo também pode lhe solicitar, a fim de avaliar, além da quantidade de metais pesados no corpo, a deficiência de minerais que precisam ser repostas tendo em vista o grau de intoxicação em que você se encontra.
      Através da homeopatia, muitas formas de desintoxicação existem para um tratamento mais efetivo, além de uma reeducação alimentar com sucos desintoxicantes que o Nutrólogo irá recomendar a você.
      Estes são caminhos que lhe darão resultados a médio e longo prazo, mas seguros e acessíveis comparados à mesoterapia ou à medicina ortomolecular que, infelizmente, ainda não é tão acessível no que se refere a valores.
      Aproveito e sugiro que dê uma lida nos comentários do Post, pois teci orientações a muitas pessoas a respeito, e acredito que também podem servir a você.
      Espero ter auxiliado no seu caso…
      Grande abraço e uma ótima semana! 😉

      Curtir

  5. meu filho tomou o antitranspirante dove e nem o médico soube me explicar os efeitos não consigo dormir estou muito preocupado, gostaria de saber os efeitos que podem causar para quem ingeriu e inalou o antitranspirante dove beauty, meu filho havia desmaiado, quando chegamos ao hospital ele já tinha voltado ao normal, o médico mandou voltar para casa, não passou nenhum medicamento, mas quero saber os efeitos e não encontrei nada falando aqui no site
    estou desesperado pq não sei os efeitos que pode causar, se a ingestão é suficiente para a intoxicação por essa substância alumínio

    att

    Curtir

    • Olá, Julimar!

      Tudo bem?
      Então, o importante antes de prescrever qualquer tratamento natural para desintoxicação é saber, mais ou menos, qual a quantidade ingerida e qual a idade do seu filho. Se puder repassar essas informações, podemos verificar aqui qual a melhor opção.
      Geralmente, os tratamentos homeopáticos e a administração de chás de ervas funcionam se o caso não foi grave, como descreveste.
      Da mesma forma, sugiro que busque alternativas mais saudáveis de desodorantes que não sejam em aerosol, pois já existem opções sem alumínio no mercado, além de você poder fazer em casa, conforme receitas sugeridas no artigo.
      Ficamos no aguardo de seu retorno para poder auxiliar.
      Grande abraço! 😉

      Curtir

  6. Fiz o teste ortomolecular pelo computador. Porem o médico me disse que tenho muito alumínio e mercúrio no corpo, me submeteu a um tratamento muito caro, não posso fazê-lo. Oque devo fazer?

    Curtir

    • Olá, Júlia!
      Tudo bem?
      Respondemos seu questionamento por e-mail…
      Esperamos ter auxiliado e sugerimos que você leia os comentários acima, pois tendo em vista as orientações tecidas, também podem auxiliá-la a trazer mais esclarecimentos sobre o assunto.
      Grande abraço,
      Equipe Wohali Terapias

      Curtir

  7. Tenho uma caneca térmica, não tenho absoluta certeza mas acho que o material interior dela é alumínio, ou talvez inox. Porém, reparei que todas as vezes que utilizo ela sinto fortes dores musculares principalmente nos ombros e trapezios.. Saberia me dizer se tem a possibilidade de haver algo relacionado? Caso eu solicite um hemograma seria possível constatar o índice de metal no corpo? Obrigado

    Curtir

    • Olá, Marlon!

      Tudo bem? Agradecemos seu contato, mas tendo em vista não saber ao certo se o material do interior da caneca é alumínio ou não, as dores musculares também podem ter outras causas. Entretanto, se existe uma recorrência de sintomas toda vez que você a usa, pode ter sim alguma correlação.

      No caso de solicitar um hemograma, é possível sim detectar a quantidade de alumínio no sangue.
      O que geralmente recomendo também é um exame de Biorresonância, uma forma de detectar os metais pesados e, ao mesmo tempo, os minerais e vitaminas que podem estar deficientes, uma vez que a intoxicação por metais pesados no corpo, dependendo da quantidade, inibe a absorção de muitos minerais.

      De qualquer forma, recomendo você procurar a medicina convencional para realizar um hemograma adequado ao seu caso ou, ainda, um médico ortomolecular e um médico homeopata, para proceder com o exame de Biorresonância e indicar a melhor forma de desintoxicação que, dependendo do grau, a homeopatia tem ótimos resultados.

      Esperamos ter auxiliado você nas suas dúvidas…

      Grande abraço! 😉

      Curtir

  8. Olá Luciane!

    Gostei muito do seu artigo e me interessei pq
    Minha filha de 2 anos apresentou alta taxa de alumínio no sangue. Gostaria de tirar algumas dúvidas com vc, é possível? Aguardo seu contato! Dede já te agradeço! Grande abs

    Curtir

  9. Oii Adorei as dicas , meu exame tmb deu 16 mcg de aluminio , essa taxa eh muitoooo alta ??? não uso panelas , desodorante nada q contem aluminio faz tempo , mas sei q tem muito mais fatores alem desses , o medico indicou uma homeopatia de alumina ch30 para agora e ano q vem fazer o tratamento com soro , seria uma boa indicação isso ?? obrigada por compartilhar as informações. abraços.

    Curtir

    • Boa Noite, Débora!

      Tudo bem?
      Respondendo sua pergunta, segundo pesquisas relativo aos índices normais de alumínio no corpo humano, as taxas seriam abaixo de 10 mcg.
      Nesse caso, a quantidade de alumínio no seu sangue está elevada, já bem acima do normal. Entretanto, se já houve o diagnóstico médico o importante é desintoxicar para prevenir maior acúmulo e problemas de saúde futuros.
      A homeopatia, para esses casos, é uma ótima opção, já que vc não utiliza nada derivado deste metal. No entanto, além da lista relatada no artigo, pode ainda haver a ingestão do alumínio por outros meios, como a própria água potável, medicamentos, vacinas, poluição ambiental, etc…
      Da mesma forma, você pode fazer uso de chás que auxiliam na desintoxicação sanguínea, de tempos em tempos, como o Dente de Leão e a Bardana: 1 punhado de 3 dedos de cada erva para 1 xíc chá, ingerindo 2 xic de chá X dia, antes das principais refeições. O uso das ervas não deve ultrapassar 14 dias, com intervalo de 3 dias, retornando por mais duas semanas e fechando 1 mês de tratamento. É uma opção para ajudar.
      De qualquer forma, como você já está realizando um tratamento homeopático, sugiro que converse com seu Homeopata para que as ervas possam ser tomadas no tempo certo, sem interferir na homeopatia, realizando o acompanhamento de coleta de sangue até que volte à taxa normal, ok?
      Espero ter esclarecido suas dúvidas…Grande abraço e ótima semana!

      Curtir

  10. Olá! Tudo bem? Meu exame de sangue deu 19,8 de alumínio no sangue, faço tratamento da tireoide e tomo Levoid 75 a mais ou menos uns quatro anos. Pode ser o medicamento que alterou o nível do alumínio? O que faço para normalizar? Obrigada pela atenção.

    Curtir

    • Boa Noite, Fátima!

      Tudo bem?
      Respondendo sua pergunta e pesquisando a bula da medicação Levoid 75, realmente possui alumínio em sua composição, mas não há registro das quantidades. Nesse caso, pode ser que, ao longo destes anos, pela ingestão da medicação, a taxa de alumínio no sangue pode ter subido.
      Como cada caso é um caso único, de forma que se torna imprescindível o diagnóstico não apenas pelos sintomas físicos, sugiro que você procure um Homeopata, Naturopata ou Médico Ortomolecular, para que seja sugerido o tratamento mais adequado para você, através de práticas complementares, incluindo a mineralização do corpo após a desintoxicação.
      Sugiro que dê uma olhada na resposta que escrevi ao Netto, pois ali já relacionei algumas dicas que podem servir para você, ok?
      Grande abraço e ótima semana! 😉

      Curtir

  11. Olá, meu bebê de apenas 1 ano e 1 mês apresentou alta taxa de alumínio (16 mcg, quando o valor de referência é até 10 mcg). Estou muito preocupada pois não sei o porque isso pode ter acontecido. Gostaria de saber quais cuidados posso tomar para tratar disso. Obrigada por qualquer orientação.

    Curtir

    • Olá, Anne! Tudo bem?
      Respondi seu questionamento por e-mail e informo que, em breve, tendo em vista as solicitações de várias pessoas pedindo orientação a respeito, farei novo artigo publicando as dicas de desintoxicação.
      Grande abraço e ótima semana para vc! 😉

      Curtir

  12. Ola gostaria de saber dicas de alimentos ou homeopaticos para desintoxicar de metais pesados

    Curtir

    • Olá, Ana! Tudo bem?
      Como tive algumas solicitações há algum tempo questionando o tratamento para desintoxicação do alumínio e outros metais pesados, estarei escrevendo um Post em breve sobre o assunto. Entretanto, torna-se importante uma avaliação mais apurada em consultório a fim de receitar um tratamento, pois cada caso é único tendo em vista o histórico de saúde do paciente.
      Grande abraço e ótima semana! 😉

      Curtir

  13. Olá, meu nome é Netto, tenho 45 anos e tenho alto nível de alumínio no sangue. Já venho há alguns anos apresentando os sintomas que vc descreve acima, além de outros como lesão no fígado, hipotireoidismo e pré-diabetes. O problema é que já passei por vários médicos e ninguém sabe o que fazer, nunca ouviram nada a respeito. Estou muito preocupado pois já sinto os males que está me causando e não sei a quem recorrer. Gostaria de saber se vc sabe que especialista trata desse caso e que tratamento devo fazer, pois os cuidados com alimentação e embalagens já tenho. Moro em Curitiba. Agradeço desde já pela ajuda. Abraços.

    Curtir

    • Boa Noite, Netto!
      Tudo bem?
      Recebi sua mensagem sobre a intoxicação com alumínio…
      Já tratei pacientes com níveis de intoxicação por metais pesados, tanto de alumínio quanto chumbo, sendo estes os mais comuns…
      Num primeiro momento, peço ao paciente um exame de Biorressonância, chamado: Nutrograma por Biorressonância – Vegatest. Este exame geralmente é preciso e prescrito por Clínicas de Médicos Ortomoleculares e Homeopatas. A invenção dele e tudo o que o compõe vem da Alemanha para o Brasil. Por essa razão, os Planos de Saúde geralmente não cobrem. O valor fica em torno de R$ 250,00 a R$ 300,00, podendo ser parcelado em cartão de crédito ou cheque. Não saberia lhe dizer como funciona em Curitiba, mas você pode procurar se informar, e se souber por aqui, lhe passo a informação.
      Após este exame, é possível saber quais os metais pesados que a pessoa está intoxicada e, além disso, quais as vitaminas e minerais que estão deficientes, isso porque os metais pesados acabam impedindo a absorção de muitas vitaminas e minerais, e esse processo só pode ser revertido pela desintoxicação deles na corrente sanguínea. Tendo por base essa informação, peço que a pessoa elimine de sua rotina diária tudo o que contém aquele metal…No caso do alumínio, relatei vários produtos no Post que escrevi no Site que você deve ter visto. Ali já dei dicas para poder substituí-los que você pode aplicar, se quiser.
      O próximo passo, além da alimentação desintoxicante, que falou que já está fazendo, são alguns alimentos, ervas, florais e homeopatia que poderão auxiliar na desintoxicação do sangue.
      Entre eles, prescrevo a ingestão de algas e lactobacillos específicos para este fim, manipulados em farmácias de manipulação e tomados em cápsulas.
      As ervas usadas para desintoxicar são alcachofra, dente de leão e bardana, todas com o intuito de purificar o organismo e o sangue.
      Já quanto à homeopatia e florais, temos extratos e essências de plantas e flores que tbm são auxiliares do processo.
      Todo esse tratamento precisa ser realizado por, no mínimo, 3 meses, para termos um bom resultado, para depois entrarmos com um suplemento vitamínico que regulará as taxas de vitaminas e minerais, após novo exame. Tive resultados muito positivos em minhas pacientes, geralmente apresentando o problema dos 45 aos 65 anos, idade em que o metal pesado já está em grande quantidade no sangue, após ter se acumulado durante anos de vida.
      Assim, se desejar, gostaria que me informasse se ingere medicações alopáticas ou naturais, se tem algum cuidado a mais com relação ao assunto, seu histórico de saúde e hábitos alimentares, atividade física, lado emocional, profissional, pois assim, posso direcionar o tratamento para o seu caso e lhe prescrever as dosagens e composições corretas, ok?
      Fico no aguardo de seu contato via e-mail e espero ter ajudado com as informações.
      Grande abraço e boa semana! 😉

      Curtir

  14. Vou trabalhar em uma fabrica que fabrica pecas de moto usam aluminio riscos pra saude passa pra familia?

    Curtir

    • Olá, Alberto!
      Tudo bem? A partir do meu conhecimento e experiência, não há riscos de passar para a família caso vc tenha algum processo de intoxicação com o alumínio, uma vez que apenas vc estará compartilhando do produto e ambiente.
      A intoxicação que me refiro no artigo acima é referente à ingestão “indireta” de pequenas doses de alumínio através de embalagens, latas, caixinhas de sucos, leites, conhecidas como embalagens Tetrapac, formas, panelas e talheres, pacotinhos de salgadinhos, algumas embalagens de medicamentos, etc…Isso sim, ao londo da vida, vai gerando um acúmulo deste metal pesado no corpo, podendo gerar outros problemas a serem trabalhados.
      De qualquer forma, se desejar mais esclarecimentos a respeito, fico à disposição! Grande abraço! 😉

      Curtir

  1. Pingback: Caminhos Auxiliares na Desintoxicação de Metais Pesados | Wohali Terapias

  2. Pingback: Desodorante ou Antitranspirante ? Descubra os riscos que está correndo! • Doce Dieta - Dicas sobre Estilo de vida, dieta e emagrecimento

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: