Chocalho: instrumento de purificação

chocalhos

Há muito tempo, o ritmo faz parte das curas e rituais religiosos. No passado, algumas marcações mais específicas vinham associadas a doutrinas, experiências sobrenaturais e alterações de consciência. Os instrumentos de percussão servem para despertar a emoção, a conscientização interior. As práticas xamânicas usam os chocalhos e principalmente o tambor para alterar o estado de consciência e levar ao transe espiritual.

Na prática do curandeirismo, o ritmo (seja o de tambores, chocalhos, sinos ou gongos) pode energizar ou estimular as energias primitivas do homem. Ativam o baço e os chacras inferiores do corpo, usando principalmente os instrumentos de percussão. Esses centros estão ligados às funções do sistema circulatório, às glândulas supra-renais e às forças essenciais da vida, que são os centros da vitalidade, da energia sexual, da expressão física, da criatividade, da força de vontade e do entusiasmo.

Os ritmos estimulam a energia física. A percussão pode ser um meio de aumentar o fluxo sanguíneo do corpo, acelerar ou diminuir o batimento cardíaco e afetar os órgãos ligados ao coração. Portanto, seria impossível pensar num antigo xamã, curandeiro ou feiticeiro sem um tambor ou qualquer outro instrumento de percussão. Dependendo do sincopado, marcações ou pausas rítmicas, conseguiam atingir certos estados de consciência.

O chocalho, como o tambor, faz parte da família de percussão e é um dos mais antigos instrumentos de curandeirismo.

Os diferentes tipos de chocalhos são usados nas práticas xamânicas propriamente ditas ou pelos interessados no xamanismo, fazendo parte também de alguns sistemas de cura e trabalho terapêutico como o Reiki Xamânico.

As marcações do chocalho têm a capacidade de ligar a consciência ativa à energia cósmica ou a níveis mais profundos de consciência. Os níveis externos de consciência servem para liberar energia e poder no processo de cura e purificação. O chocalho é um instrumento purificador.

Somos um sistema energético bioquímico/eletromagnético. Nossos pensamentos e emoções levam a várias frequências de estímulos eletromagnéticos que interagem com os bioquímicos. Pensamentos e emoções negativas estabelecem padrões rígidos de energia dentro dos campos da aura (assemelham-se a imagens congeladas na televisão com pouca difusão). Esses padrões são desvios de nossa verdadeira frequência energética.

Se estivermos num ambiente onde as emoções e os pensamentos negativos predominarem – venham ou não de nós – essas vibrações irão se impor ao campo energético pessoal de todos, levando uns a entrarem em sintonia com os outros. Se ignorados ou se acumulados, desvirtuam o fluxo básico da vida tornando o homem mais suscetível às doenças em qualquer nível. As energias negativas, em geral, se armazenam no corpo etéreo (o campo energético eletromagnético mais próximo ao corpo) e nos chacras. Se não houver uma limpeza permanente desses resíduos energéticos negativos e estáticos, toda a energia do organismo físico se contamina.

O corpo etérico é filtro do físico, e os chacras mediam todas as energias que fluem para dentro e para fora do organismo. É fundamental manter esses filtros limpos. Diariamente entramos em contato com uma quantidade enorme de resíduos energéticos que, sintonizados com nossa própria energia, alojam-se ali. O processo é o mesmo das torneiras que acumulam minerais e sedimentos em seus canos, impedindo a água de fluir livremente. O mesmo acontece com nossa aura, que pode ficar obstruída por excesso de refugos energéticos. O chocalho é um instrumento rítmico que libera qualquer resíduo alojado nos filtros e canais naturais do corpo. Ele desprende energia negativa, para que o sistema energético, físico e sutil sejam purificados.

A técnica é simples. Agita-se o chocalho em volta do corpo todo. Seu compasso servirá para desprender energia estocada e acumulada no corpo etéreo. Então, passa-se a agitá-lo de cima para baixo, da cabeça aos pés, seguindo o meridiano central, tanto pela frente do corpo como pelas costas. esse processo libera os resíduos acumulados ao redor e dentro dos chacras. O tratamento pode ser complementado agitando-o em cada chacra, lugares onde existe um grau mais intenso de atividade eletromagnética, com maior propensão a acumular resíduos energéticos.

O chocalho é usado de muitas formas, dependendo da tradição religiosa e do problema a ser equilibrado. Apesar de suas inúmeras variações, existem algumas regras universais comuns que necessitam ser seguidas para um resultado mais eficaz quanto ao processo de purificação: O instrumento precisa circundar todo o corpo, para ajudar a desprender as energias negativas alojadas no corpo etérico. Depois, agitando o chocalho, percorre-se o corpo de cima a baixo para desprender a energia alojada nos chacras. Assim o praticante – por intermédio de outros meios de conhecimento terapêutico ou espiritual – conseguirá purificá-los com êxito.

(Baseado no livro: Sons Sagrados – Ted Andrews)

Anúncios

Sobre Wohali Terapias

Educação Terapêutica Integrada

Publicado em 30 de abril de 2013, em Artigos, Xamanismo. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: